EN125 cortada esta noite e na próxima para demolir pontões da Maritenda e Fontainhas

A Estrada Nacional 125 vai ser cortada esta noite e na próxima, entre as 20h00 de um dia e as […]

A Estrada Nacional 125 vai ser cortada esta noite e na próxima, entre as 20h00 de um dia e as 6h00 da manhã do outro, para demolir as passagens superiores ao caminho de ferro da Maritenda (Loulé) e Fontainhas (Albufeira).

Os cortes, porém, nunca serão «implementados em simultâneo». Esta noite, 7 de março, segundo apurou o Sul Informação junto da concessionária Rotas do Algarve Litoral (RAL), será cortado o trânsito na EN125 na zona do pontão da Maritenda, enquanto amanhã à noite (8 de Março) o mesmo se irá passar no das Fontainhas.

Na noite de quinta-feira, 9 de Março, «caso os trabalhos não sejam terminados nas datas previstas», poderá haver novo corte, em local a anunciar.

Para compensar estes cortes, estarão devidamente assinalados os desvios de trânsito (veja os mapas em maior pormenor clicando aqui e aqui), que serão acompanhados por patrulhas da GNR posicionadas em locais estratégicos de modo a ajudar os automobilistas.

Fonte da RAL explicou que estes cortes temporários da EN125 são necessários para «instalar as gruas que vão retirar as vigas das passagens superiores e que precisam de ocupar as duas faixas de rodagem, numa zona da estrada em que praticamente não há berma».

 

Desvio de trânsito na noite desta terça-feira, dia 7 de Março, na zona da Maritenda (Boliqueime, Loulé)

Depois da demolição dos dois pontões, o trânsito nestas duas zonas da Maritenda e do cruzamento das Fontainhas passará a ser feito de forma alternada, mesmo durante o dia, enquanto decorrerem os trabalhos nas estruturas.

«Haverá depois trabalhos nos dois locais, nomeadamente de armação de aço e de cofragem», explicou a fonte contactada pelo Sul Informação.

Ou seja, a previsão é que o trânsito nesta zona da EN125, ao longo de mais de 10 quilómetros no troço que atravessa os concelhos de Albufeira e Loulé, vá sofrer atrasos e motivar filas, pelo que, mesmo fora das horas de corte da estrada, o melhor será continuar a usar os caminhos alternativos ou a Via do Infante.

As RAL, responsáveis pelas obras em curso na EN125, preveem que estas intervenções nos dois pontões de Maritenda e Fontainhas demorem «seis meses», para mais porque, devido à circulação dos comboios na Linha do Algarve, grande parte dos trabalhos só pode ser feita durante a noite.

No ano passado, em Maio, chegou a estar previsto o corte total do troço de estrada entre Maritenda e Fontainhas, durante dois meses, para que as obras pudessem avançar mais rapidamente. Mas os transtornos que isso causaria ao trânsito na mais importante estrada algarvia, na abertura da época mais movimentada do turismo, impediu que essa intenção das RAL fosse para a frente, quando até já estavam implementados e sinalizados, no terreno, os desvios, tal como o Sul Informação reportou, em primeira mão.

«Fazendo assim, por fases, as obras demoram mais tempo, cerca de seis meses. Escolhemos o horário noturno para os trabalhos, por ser o de menor trânsito na EN125, mas também por causa da ferrovia», disse ainda a fonte das Rotas do Algarve Litoral.

Esta intervenção nas passagens superiores ao caminho de ferro da Maritenda e Fontainhas integra-se no âmbito da obra “Empreitada de Conceção, Projeto, Construção e Requalificação de Lanços Viários Associados à Subconcessão do Algarve Litoral”.

 

Desvio de trânsito na noite de quarta-feira, dia 8 de Março, na zona das Fontainhas (Albufeira)

 

Para ver os mapas com maior pormenor, clique e abra aqui ou aqui

 

 

Comentários

pub
pub