Furo da ENI/GALP em Aljezur vai ser discutido na Comissão Parlamentar de Economia

A discussão sobre o furo aprovado ao largo de Aljezur, para prospeção de hidrocarbonetos pelo consórcio ENI/GALP, vai chegar à […]

A discussão sobre o furo aprovado ao largo de Aljezur, para prospeção de hidrocarbonetos pelo consórcio ENI/GALP, vai chegar à Assembleia da República, no dia 23 de Fevereiro.

Uma petição da ASMAA, que deu entrada em Junho de 2016, vai ser, neste dia, discutida na Comissão Parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas. Durante a audição, está marcada uma manifestação em frente à AR, a partir das 14h00.

A ASMAA explica que a decisão foi tomada «mesmo tendo em conta, a nossa inesperada descoberta durante uma pesquisa de rotina na Internet no dia 26 Janeiro 2017 de que a DGRM tinha já autorizado a licença de TUPEM no dia 11 de Janeiro» e acrescenta que «esta autorização de TUPEM apanhou a ASMAA de surpresa porque havia uma linha de comunicação aberta entre a associação e o relator da petição».

Nessa altura, a ASMAA «estava ainda à espera de ter acesso às respostas da Ministra do Mar e do DGRM aos pedidos de informação feitos pelo relator da petição no dia 14 Dezembro, mas que até a data não tinham sido dados». Por isso, está a decorrer uma petição para pedir respostas à Ministra do Mar e ao DGRM.

Para a ASMAA, esta audição «é não só uma oportunidade, mas também uma maneira justa de representar as 42,000 pessoas que se opuseram contra a emissão da licença de TUPEM ao consórcio Galp/ENI».

Comentários

pub
pub