Bloco de Esquerda quer que os comboios voltem a parar em São Marcos da Serra

O Bloco de Esquerda quer que os comboios voltem a parar em São Marcos da Serra e apresentou à Assembleia […]

O Bloco de Esquerda quer que os comboios voltem a parar em São Marcos da Serra e apresentou à Assembleia da República um Projeto de Resolução que recomenda ao Governo que interceda junto da CP para que haja «duas paragens por dia, em cada sentido, nesta localidade».

Desde 2011 que a população desta freguesia do concelho de Silves veem os comboios passar, sem parar, situação que os bloquistas querem ver alterada. «Tal aconteceu na sequência da implementação, por parte da CP, de um novo modelo de exploração da linha do sul, o qual contemplava novos horários que suprimiam diversos comboios, e a retirada de paragem, para embarque e desembarque de passageiros, nas estações de São Marcos da Serra, Messines e Tunes», enquadra o BE, que defende que a medida é «extremamente lesiva para com a população de São Marcos da Serra, e as comunidades próximas».

Esta decisão afetou, principalmente, a população de São Marcos da Serra, defendem os deputados do Bloco de Esquerda, que «fica limitada quanto à oferta de transporte coletivo de passageiros, dado a mesma ficar reduzida ao insuficiente transporte rodoviário, o qual disponibiliza apenas duas partidas a partir da localidade, uma no período da manhã, e outra ao início da tarde».

«Desta forma, a população de São Marcos da Serra, assim como de outras freguesias do interior algarvio e baixo alentejo, ficam abandonadas e fortemente dependentes de transporte próprio, contribuindo, deste forma, para o isolamento e para o despovoamento dos locais, os quais ficam entregues a si próprios, num meio com grande carências económicas e sem apoio dos mais básicos serviços sociais, tais como a prestação de cuidados de saúde: o hospital mais próximo situar-se a mais de meia centena de quilómetros», acrescentam.

O BE recorda que a população tem tentado a reversão da situação, através de abaixo-assinados e manifestações, tendo o último protesto, realizado a 4 de Fevereiro, juntado «mais de 300 pessoas junto à Estação Ferroviária de São Marcos da Serra».

Comentários

pub
pub