Requalificação da praia de Monte Gordo começa em Fevereiro com construção de passadiço

A obra da reabilitação da praia de Monte Gordo vai começar na primeira quinzena de Fevereiro, numa intervenção da responsabilidade […]

A obra da reabilitação da praia de Monte Gordo vai começar na primeira quinzena de Fevereiro, numa intervenção da responsabilidade da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António e da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

A construção de um passadiço pedonal sobrelevado com 2 quilómetros de extensão, ao longo de toda a frente marítima, no valor de um milhão de euros, será o primeiro passo da grande operação que renovará o rosto de Monte Gordo.

O plano já aprovado pela APA prevê 18 novos apoios de praia, que irão substituir os antigos, à medida que as novas estruturas forem sendo construídas.

«O Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC), aprovado pelo anterior executivo socialista da autarquia, apenas previa a construção de 8 apoios de praia, mas, através da sua revisão e do conjunto de reuniões desenvolvidas entre a Câmara Municipal e a APA, foi possível a instalação de 18 unidades», nota Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de VRSA.

«Significa isto que todos os empresários que detinham atividade na praia e possuam a sua situação regularizada não necessitarão de submeter-se a concurso, pondo-se fim ao sistema de licenças precárias que vigorava até ao momento», prossegue o autarca.

A construção do passadiço destina-se a garantir o acesso ao areal e aos novos apoios de praia, permitindo a deslocação ao longo das áreas balneares. Será iluminado em toda a extensão, terá zonas de descanso e criará um circuito pedonal e de lazer.

A autarquia de VRSA irá suportar os encargos financeiros com o projeto, fiscalização e coordenação da obra.

De forma a apoiar os operadores, a autarquia irá fazer os projetos de arquitetura dos novos apoios, fornecendo-os de forma gratuita aos concessionários, e irá criar um gabinete de acompanhamento técnico em Monte Gordo.

A reabilitação da praia de Monte Gordo junta-se ao processo de requalificação da frente de mar, promovido pela autarquia de VRSA e avaliado em 2,2 milhões de euros.

Comentários

pub
pub