Lagoa dedica ano de 2017 a celebrar o Património

«Património, olhar o passado, rumo ao futuro» é o tema do ano no concelho de Lagoa. Música nas suas mais […]

«Património, olhar o passado, rumo ao futuro» é o tema do ano no concelho de Lagoa. Música nas suas mais diversas vertentes – coral, jazz, guitarra, fado, árabe, erudita, ligeira, do mundo -, mas também literatura, história e arqueologia, artes plásticas e performativas integram o programa já divulgado pela Câmara Municipal de Lagoa para este ano de 2017.

Assim, hoje, dia 27 de Janeiro (21h30), o Convento de S. José recebe um dos dois concertos do Festival Al-Mutamid programados para Lagoa. Desta vez, será o trio «Muhsilwan», composto por músicos muçulmanos de raiz afro-árabe e com componentes naturais do continente africano: Muhammad el Bouzidi (Marrocos), Wafir Sheikheldin (Sudão) e Aboubakar Syla (Guiné Conacri).

Este grupo apresenta um espetáculo assente em temas tradicionais dos países de origem, interpretados com instrumentos de enorme beleza visual e sonora: guembri, oud árabe, riq, daff e nay, ngoni, kora e cabaça.

O segundo concerto está marcado para 18 de Fevereiro, às 21h30, no Auditório Municipal, com o «Nyftys Ensemble», de música e dança oriental.

A 11 de Fevereiro, o mesmo Auditório Municipal recebe um dos melhores concertos do ano em Lagoa: o do músico de jazz francês Richard Galliano (que já não é a primeira vez que vem a Lagoa), acompanhado pela Algarve Camerata. Galliano levou o acordeão para o jazz e desde aí que é um dos maiores nomes deste estilo musical em todo o mundo, seja como intérprete, seja como compositor.

Neste concerto em Lagoa, promovido pela Academia de Música de Lagos no âmbito do programa 365 Algarve, Richard Galliano será acompanhado pela Algarve Camerata, um agrupamento de cordas (violino, viola, violoncelo e contrabaixo) constituído por músicos como o violinista João Pedro Cunha ou o contrabaixista Bruno Martins.

 

O Auditório é ainda o palco para os Concertos Promenade da Orquestra Clássica do Sul, feitos a pensar nas crianças e nas famílias. No próximo concerto, marcado para 12 de Fevereiro, às 16h30, será apresentada «A História do Pequeno Alfaiate», clássico dos Irmãos Grimm musicado por Harsányi. Haverá ainda outros concertos nos dias 12 de Março e 14 de Maio, sempre à tarde, às 16h30.

No dia 3 de Fevereiro, a Igreja de S. Tiago, em Estômbar (único monumento nacional do concelho) irá acolher o recital «O Universo», com música de Henry Purcell. Outra obra deste compositor, a ópera «Dido e Eneias», será apresentada a 3 de Março, no Auditório Municipal de Lagoa.

Ainda na música, mas agora noutro género, o Centro de Congressos do Arade, no Parchal, recebe nos dias 5, 12 e 19 de Fevereiro e 4 de Março, o festival «Sons do Fado Património Cultural Imaterial da Humanidade».

O mesmo espaço recebe, no dia 14 de Fevereiro, um concerto de Paulo Gonzo, e, no dia 18, a gala de encerramento do ciclo «Lagoa Cidade do Vinho».

O FIMA – Festival Internacional de Música do Algarve, que este ano regressa graças ao financiamento do programa 365 Algarve, tem dois concertos agendados para o concelho de Lagoa, ainda sem programa divulgado: um será no dia 27 de Abril, no Auditório Municipal de Lagoa, o outro a 26 de Maio, no Centro de Congressos do Arade.

No dia 8 de Abril, o Ciclo Guitarras e Património terá um concerto no Convento de S. José.

De 13 a 31 de Maio, a XIX Semana Coral de Lagoa irá percorrer diversos espaços do concelho, enquanto o 4º Festival Internacional de Guitarra de Lagoa está já marcado para 16 de Setembro a 22 de Outubro, também em diferentes espaços culturais.

 

De regresso ao anfiteatro do Parque Municipal do Sítio das Fontes (Estômbar), entre 23 e 25 de Junho, estará o Festival Lagoa Jazz. Quanto ao Festival Sons do Atlântico, dedicado às músicas do mundo, vai decorrer em Agosto, nos dias 5, 6, 12 e 13, no promontório da Senhora da Rocha, em Carvoeiro e em Ferragudo.

Em Março, estará de volta o HumorFest, Festival de Jazz (auditório Municipal), enquanto o Convento de S. José e o centro antigo de Lagoa recebem, de 6 a 9 de Julho, o Mercado de Culturas à Luz das Velas, este ano dedicado ao tema «Rota da Seda». O mesmo Convento acolhe, de 19 a 23 de Julho, a XV Mostra do Doce Conventual.

A noite Carvoeiro «Black & White» está marcada para 17 de Junho, enquanto a FATACIL irá decorrer entre 18 e 27 de Agosto.

Na área do património, recomeça em Marco e prolonga-se até Setembro o ciclo de conferências «Ad praeteritum», sobre a história de Lagoa. No mesmo período, destaque para uma iniciativa que faz agora a sua estreia: a dos Percursos do Património, que vai dar a conhecer monumentos e sítios do concelho.

O programa lagoense inclui também diversas exposições, nomeadamente a mostra itinerante «Dieta Mediterrânica – Património Imaterial da Humanidade» (Convento de S. José, de 11 de Agosto a 12 de Setembro) e «Arquivo Municipal: 15 anos de com/con vivência».

«Consagrar um ano inteiro a uma temática tão cara à humanidade é convocar todos os lagoenses para serem protagonistas na defesa e valorização do nosso património, tanto o histórico-cultural, como o ambiental», explicou Francisco Martins, presidente da Câmara de Lagoa, sobre o ano dedicado ao «Património».

«Esperamos que, nesta ocasião, a importância da cultura e da história locais sejam destacadas, permitindo ao concelho dar-se a conhecer nesta vertente ao seu povo e a quem o visita», acrescentou o edil.

Comentários

pub
pub