Na União Europeia, quem quer resolver conflitos de consumo só tem de ir online

A resolução de conflitos de consumo a nível europeu já pode ser feita online, através da Plataforma Europeia de Litígios […]

Consumo onlineA resolução de conflitos de consumo a nível europeu já pode ser feita online, através da Plataforma Europeia de Litígios em Linha (RLL), uma ferramenta criada pela União Europeia muito focada nos novos hábitos de consumo, que envolvem cada vez a compra de bens e serviços transfronteiriças através da Internet.

A importância do «desenvolvimento e aperfeiçoamento de meios de resolução alternativa de conflitos de consumo por meios eletrónicos igualmente simples, rápidos e pouco onerosos», numa altura em que as relações de consumo são, cada vez mais, virtuais e universais, foi um dos temas centrais do seminário «O Consumidor Turista na Era Digital», que a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve acolheu ontem, segunda-feira.

«O funcionamento destes meios de resolução de conflitos de consumo assenta na disponibilização da plataforma eletrónica que operacionaliza o contacto entre consumidores e comerciantes para a procura de um entendimento satisfatório com intervenção de Centros de Arbitragens de Conflitos», resumiu a CCDR do Algarve.

O seminário, promovido pelos serviços Enterprise Europe Network e Centro Europe Direct, em colaboração com o CEC – Centro Europeu do Consumidor, juntou no auditório da CCDR algarvia empresários, profissionais do turismo, agentes de viagens e técnicos de organizações que lidam com questões da cidadania e consumo.

Comentários

pub
pub