Algarve é a única região do país com consulta de cuidados paliativos nos Centros de Saúde

O Algarve é a única região do país que conta com uma equipa de consultas de cuidados paliativos, no âmbito […]

cuidados paliativosO Algarve é a única região do país que conta com uma equipa de consultas de cuidados paliativos, no âmbito dos cuidados de saúde primários, disponível aos utentes num Centro de Saúde, o de Tavira. Para o próximo mês de Novembro, está prevista a entrada em funcionamento de mais uma consulta no Centro de Saúde de Vila Real de Santo António.

Depois de ter sido pioneiro no país na criação de equipas domiciliárias, quando, em 2007, disponibilizou à população uma das primeiras Equipas Comunitárias de Suporte em Cuidados Paliativos ao domicílio, o Algarve volta a estar em destaque com a nova consulta interdisciplinar e única a nível nacional, disponível no Centro de Saúde de Tavira (Agrupamento de Centros de Saúde ACES Sotavento), através da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve.

Esta consulta de cuidados paliativos permite que os utentes possam a ela aceder, por iniciativa própria, ou através do seu médico de família, «colocando este tipo de cuidados mais próximos do cidadão, melhorando a qualidade dos cuidados de saúde e a humanização dos serviços», salienta a ARS Algarve em nota de imprensa.

«Há utentes e familiares, ou cuidadores, que me dizem que a vida deles mudou desde que têm o apoio dos cuidados paliativos por nós prestados», destaca a médica Fátima Teixeira, coordenadora da Equipa Comunitária de Cuidados Paliativos do ACES Sotavento, que esteve na base deste projeto. Esta responsável foi também a coordenadora regional desde 2007 até ao presente ano, sendo que atualmente integra também a Comissão Nacional de Cuidados Paliativos.

A aposta que tem sido feita no Algarve no desenvolvimento dos cuidados paliativos, ao longo dos últimos dez anos, tem-se revelado eficaz, contribuindo para que esta seja uma das regiões do país com uma taxa de cobertura acima da média nacional e com um tempo médio de espera, no atendimento em cuidados paliativos, de dois a três dias. No resto do país a média é de 20 dias.

Cuidados_Paliativos_consultaNa área dos cuidados paliativos, encontram-se em funções a Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos do ACES Sotavento e a Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos do ACES do Barlavento, que asseguram o apoio domiciliário a todos os utentes que necessitem de cuidados paliativos nos concelhos de Tavira, Vila Real de Santo António, Castro Marim, Alcoutim, Lagoa, Portimão.

Atualmente, a equipa presta cuidados de sete horas diárias, todos os dias do ano, tendo sido já referenciados cerca de 500 doentes, desde a sua criação, não estando contabilizada a consulta.

A nível hospitalar, existem duas equipas Intra-hospitalares de cuidados paliativos, em cada uma das unidades hospitalares do Centro Hospitalar do Algarve. A Unidade de Cuidados Paliativos em Portimão tem dez camas e a equipa intra-hospitalar de Faro interna doentes em 15 camas de diversos serviços.

Esta é uma área em que a ARS Algarve diz que vai «continuar a apostar, sendo o objetivo no futuro criar uma terceira equipa de cuidados paliativos para o ACES Central e uma unidade de internamento no Centro Hospitalar do Algarve, polo de Faro».

Um estudo desenvolvido no Algarve, intitulado «Os custos dos cuidados paliativos – poupança ou desperdício», sobre a relação entre o custo e a efetividade em Cuidados Paliativos, o primeiro realizado em Portugal, concluiu que «os custos com os cuidados paliativos domiciliários permitem uma poupança de 50% quando comparados com o custo dos doentes seguidos sem este recurso».

Comentários

pub
pub