Artesanato do TASA já começou a “invadir” hotéis da região (com fotos)

Há hotéis da região que estão a ser invadidos por peças do Projeto TASA – Técnicas Ancestrais, Solução Atuais. Produtos […]

Candeeiro TASA Ozadi Tavira Hotel_Foto Ozadi Tavira Hotel
Candeeiro TASA Ozadi Tavira Hotel_Foto Ozadi Tavira Hotel

Há hotéis da região que estão a ser invadidos por peças do Projeto TASA – Técnicas Ancestrais, Solução Atuais. Produtos desenhados por designers nacionais e elaborados à mão por artesãos algarvios já podem ser encontrados em várias unidades de alojamento da região, nomeadamente no Ozadi Hotel, no Vila Vita Parc, no Vila Joya e na Casa Modesta.

«Em 2013, os candeeiros de cortiça e barro do Projecto TASA foram personalizados com cores e diferentes dimensões a pedido da equipa de decoração do Ozadi Tavira Hotel. O ambiente ficou contemporâneo e charmoso. O hotel quatro estrelas remodelado pelo gabinete do arquiteto Pedro Campos Costa venceu o prémio “Fomento de las Artes y del Diseño de Arquitectura (FAD) 2015”, a distinção mais relevante desta área na Península Ibérica», exemplificou o projeto TASA, numa nota de imprensa.

Conjunto de Saleiro Pimenteiro e Piripireiro Projecto TASA para Vila Vita Parc_Foto Vila Vita Parc
Conjunto de Saleiro,Pimenteiro e Piripireiro Projecto TASA para Vila Vita Parc_Foto Vila Vita Parc

Na mesma unidade hoteleira, há um espaço dedicado à comercialização do produtos TASA, fruto de uma parceria entre o hotel e o projeto dinamizado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento do Algarve, que está a ser coordenado pela empresa louletana ProAtctiveTur.

Também os resorts de luxo Vila Vita Parc e Vila Joya aproveitaram a existência do TASA, para ter elementos diferenciadores.

No primeiro caso, a aposta foi feita pelo restaurante «Ocean», que encomendou saleiros, pimenteiros e piripireiros feitos pelos artesãos associados ao projeto. O restaurante do Vila Vita Parc conta agora com peças artesanais personalizadas e exclusivas.

No Vila Joya, o elemento TASA em destaque é a «Vassourinha», presente nos 24 quartos deste pequeno hotel de luxo algarvio. Também nesta unidade hoteleira há pontos de venda de produtos artesanais, «onde se podem encontrar alguns dos artigos mais emblemáticos do Projecto TASA».

Outro exemplo dado pelos promotores deste projeto é o da Casa Modesta, que tem proporcionado aos seus hóspedes «experiências de saber-fazer, ligadas às artes e ofícios». «Têm sido vários os momentos de imersão na cultura local, através do contacto com mestres artesãos e a aprendizagem de uma técnica tradicional», segundo o TASA.

«Estas parcerias denotam uma cada vez maior sensibilidade dos agentes turísticos pela valorização do património cultural da região, gerando novas perspetivas para o futuro das artes e ofícios. Este é um dos caminhos que o Projecto TASA tem vindo a percorrer no sentido de salvaguardar as ancestrais artes da região, muitas delas hoje ameaçadas de extinção», concluíram os responsáveis pela iniciativa.

 

Veja todas as fotos:

 

Comentários

pub
pub