Loulé cria espaço de incubação e acolhimento de atividades económicas no Ameixial

A antiga “fábrica de cortiça”, a cerca de um quilómetro do centro da aldeia do Ameixial, vai tornar-se num espaço […]

Ameixial

A antiga “fábrica de cortiça”, a cerca de um quilómetro do centro da aldeia do Ameixial, vai tornar-se num espaço de incubação e acolhimento de atividades económicas, numa iniciativa da Câmara Municipal de Loulé. Está já aberto um período de pré-candidaturas, até 30 de junho.

O projeto passa pela adequação do edifício com 700 metros quadrados, «de forma a criar condições básicas para ali instalar atividades económicas em regime de incubação – fase de arranque por um período transitório até três anos prorrogável por mais dois – e de acolhimento para empresas que se queiram relocalizar», explica a autarquia.

No entanto, para que as adaptações, que passam pela divisão do espaço e criação da infraestrutura base, sejam de facto adequadas a quem ali se pretenda vir a instalar, foi aberto um período de pré-candidaturas, «para apresentação de manifestações de interesse», que decorre até 30 de Junho.

Festival Caminhadas Ameixial 2016_29As pré-candidaturas são apresentadas mediante preenchimento de formulário que pode ser solicitado na Junta de Freguesia do Ameixial (telefone 280 847 169) ou na Câmara Municipal de Loulé (GAE – Gabinete de Apoio à Atividade Económica e Empreendedorismo, telefone 289 400 829 ou e-mail gae@cm-loule.pt.

A Câmara de Loulé salienta que «o território mais interior do concelho, embora em acentuada perda de população, dispõe de um conjunto de recursos e particularidades que podem favorecer a instalação de atividades económicas, aproveitando e valorizando recursos existentes e criando emprego. O Ameixial encontra-se exatamente nessa situação».

Comentários

pub