Festival de Caminhadas encheu o Ameixial e a economia local agradeceu

Mais de cinco centenas de visitantes, de dez nacionalidades, «que praticamente esgotaram todas as atividades previstas no programa», um forte retorno […]

Festival Caminhadas Ameixial 2016_23Mais de cinco centenas de visitantes, de dez nacionalidades, «que praticamente esgotaram todas as atividades previstas no programa», um forte retorno financeiro direto para a economia da aldeia  (e não só) e intervenções artísticas que ficam para o futuro fizeram da 4ª edição do Walking Festival Ameixial «um enorme sucesso», considerou a organização do evento.

O festival de caminhadas animou a aldeia que lhe dá nome, bem no interior do Concelho de Loulé, entre os dias 22 e 25 de Abril. Ao longo de quatro dias, o habitualmente pacato Ameixial encheu-se de animação e os negócios ali existentes de clientes. Também as serranias que circundam esta localidade se encheram de gente.

Os muitos percursos pedrestres ali existentes, alguns dos quais recuperados a pensar no Festival, inspiraram caminhadas com diferentes temas e caraterísticas. Desde a descoberta da Escrita do Sudoeste, um património cultural milenar deste território, à possibilidade de acompanhar um pastor, passando pelo Geocaching e pela observação de aves, foram várias as alternativas que os visitantes tiveram de se fazer ao caminho, para um dia em contacto direto com a natureza.

E se no passado, este festival tinha o condão de mais do que triplicar a população do ameixial, onde vivem cerca de cem pessoas, este ano já se pode falar em quintuplicar. Ainda antes do festival,  já se sabia que tinha havido um aumento dos visitantes, algo que as contas da organização vieram confirmar: deslocaram-se propositadamente ao Ameixial «entre 450 e 500 pessoas» de várias nacionalidades, entre as quais alemães, holandeses, franceses e russos.

«Esta forte adesão refletiu-se, também, no retorno económico directo na aldeia de Ameixial: mais de 3000 euros gastos em alimentação e várias centenas nos alojamentos existentes nas proximidades, nomeadamente em Almodôvar, Cortelha ou Barranco do Velho (Loulé)», revelaram.

Festival Caminhadas Ameixial 2016_34

Mas não foi só dinehiro que ficou, após o evento. Na sequência do Walking Festival de 2016, o Ameixial “ganhou” uma instalação artística relativa à Escrita do Sudoeste, realizada na paisagem por Sara Navarro, «um centro de acolhimento de caminhantes renovado e mobilado, e a manutenção dos percursos pedestres de “Azinhal dos Mouros”, “Revezes”, “Corte D’Ouro” e a ligação à Via Algarviana».

«Este evento procurou, também, despertar para novas abordagens de alojamento em espaços rurais e naturais. A palestra sobre “Glamping” trouxe dois casos de sucesso a Ameixial além de representantes do Turismo de Portugal e da Região de Turismo do Algarve. Os participantes desta palestra encheram o salão nobre da Junta de Freguesia de Ameixial, interessados em saber mais sobre esta modalidade de campismo e os processos de licenciamento», segundo a organização.

Feito o balanço da edição de 2016, já se pensa na de 2017, que já está garantida e se irá realizar no último fim de semana de Abril.

O Festival de Caminhadas do Ameixial é uma iniciativa do Município de Loulé e da QRER – Cooperativa para o Desenvolvimento dos Territórios de Baixa Densidade, com organização da Proactivetur e do Projecto ESTELA, e com o apoio da região de Turismo do Algarve, a Junta de Freguesia de Ameixial, do Grupo Desportivo de Ameixial, da Direcção Geral do Património Cultural, do Museu Municipal de Loulé, do jornal Sul Informação e da Câmara Municipal de Almodôvar.

Veja as fotos do Walking Festival 2016:

Comentários

pub
pub