Utentes fazem marcha-lenta por obras na EN124 entre Silves e Porto de Lagos

Um grupo de cidadãos – autodenominado “Utentes da EN 124” – decidiu levar a efeito uma marcha-lenta no dia 26 […]

marcha lenta EN124Um grupo de cidadãos – autodenominado “Utentes da EN 124” – decidiu levar a efeito uma marcha-lenta no dia 26 de março pela requalificação da EN124, entre Silves e o Porto de Lagos.

A EN124 é uma das principais vias de comunicação entre o litoral e o interior algarvio no Barlavento, canalizando grande parte do fluxo turístico no triângulo Silves-Monchique-Portimão, que é «um dos mais importantes recursos económicos para estas populações».

Este grupo dos utentes manifesta o seu «descontentamento pelo mau estado de conservação da EN124» e chama à responsabilidade a Infraestruturas de Portugal (IP), entidade com competências de gestão daquela estrada, reforçando a necessidade de «obras urgentes» nesta via.

O coletivo apela, com esta iniciativa, ao poder local e regional, designadamente à AMAL, para que «se manifeste junto do Governo no sentido deste intervir com urgência junto de todos os responsáveis pela EN124», para «conhecerem a realidade desta via e perceberem a importância da necessidade de um plano de requalificação e conservação na EN124, entre Silves e o Porto de Lagos».

Comentários

pub
pub