Três imóveis do centro histórico de VRSA vão tornar-se hotéis de charme

A Câmara de Vila Real de Santo António e a empresa municipal Sociedade de Gestão Urbana (SGU) lançaram, esta quinta-feira, […]

Vila Real de Santo António_VRSA_2A Câmara de Vila Real de Santo António e a empresa municipal Sociedade de Gestão Urbana (SGU) lançaram, esta quinta-feira, a hasta pública para o arrendamento e posterior adaptação em unidade turística de três imóveis situados no centro histórico da cidade.

Segundo a autarquia, a «medida permite criar alojamento de tipologia superior em edifícios históricos na Baixa Pombalina e alia recuperação do património ao turismo cultural».

A medida tem como meta a reabilitação, exploração e manutenção de um conjunto de edifícios que serão transformados em hotéis de tipologia superior/charme e faz parte do pacote de investimentos turísticos previstos para o município – avaliados em 200 milhões de euros – apresentados recentemente na Bolsa de Turismo de Lisboa.

Os imóveis de matriz pombalina estão localizados em plena Baixa Pombalina, zona candidata a Património da Humanidade da Unesco, e onde dentro de dias irá também arrancar a obra de reconstrução do histórico Hotel Guadiana.

Depois de recuperadas, as unidades destinam-se exclusivamente a utilização turística, cujo conceito estará alicerçado na história de Vila Real de Santo António, criando um novo segmento baseado no património e na cultura locais.

Para Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, «esta operação faz parte da estratégia de recuperação do património edificado da cidade e contribui fortemente para a notoriedade do concelho enquanto destino turístico e cultural».

Luís Gomes: «estamos não só a valorizar e a recuperar o nosso património, mas também a promover a diferenciação do destino a nível nacional e internacional, potenciando um turismo de qualidade superior e cultural»

«Com este projeto, estamos não só a valorizar e a recuperar o nosso património, mas também a promover a diferenciação do destino a nível nacional e internacional, potenciando um turismo de qualidade superior e cultural», prossegue o autarca.

O Centro Histórico de Vila Real de Santo António constitui, na atualidade, um excelente exemplo da arquitetura e do urbanismo do século XVIII. Trata-se de uma cidade fábrica, fundada nos ideais iluministas, cuja importância está preservada no Plano de Pormenor de Salvaguarda do Núcleo Pombalino de VRSA, o que levou à constituição da primeira Área de Reabilitação Urbana (ARU) do país.

Também dentro de dias, a autarquia de VRSA dará início à obra de reabilitação do emblemático Hotel Guadiana,  localizado no centro histórico da cidade, assegurando assim a sua reabertura e a respetiva transformação em hotel de charme.

Comentários

pub
pub