Melhores ciclistas de equipas portuguesas competem em prova internacional no Algarve

A oitava edição do Grande Prémio Liberty Seguros, que vai realizar-se nos dias 12 e 13 de março, no Algarve, […]

Apresentação 8º GP Liberty Seguros - Foto João FonsecaA oitava edição do Grande Prémio Liberty Seguros, que vai realizar-se nos dias 12 e 13 de março, no Algarve, será a primeira oportunidade, em 2016, para as equipas continentais e de clube portuguesas se defrontarem, numa prova internacional, em condições de lutar pela vitória.

Os conjuntos lusos terão a concorrência de dez formações estrangeiras em mais uma realização integrada no programa Cyclin’Portugal.

A prova terá uma participação de 23 equipas de oito corredores, num total esperado de 184 participantes, provenientes de 20 países: África do Sul, Alemanha, Austrália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Equador, Espanha, Estados Unidos da América, Estónia, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Irlanda, Itália, Letónia, Noruega, Nova Zelândia, Portugal e Suécia.

Depois de, durante a Volta ao Algarve, terem enfrentado os melhores corredores do Mundo, as equipas portuguesas vão, desta feita, encontrar blocos de desenvolvimento de talentos.

Apresentação 8º GP Liberty Seguros - Photo João Fonseca
Delmino Pereira – Foto João Fonseca

As formações estrangeiras convidadas são, essencialmente, formadas por jovens corredores. É por uma destas equipas, a Axeon-Hagens Berman, que compete o vencedor da edição passada do Grande Prémio Liberty Seguros, Rúben Guerreiro.

O campeão nacional de sub-23, Nuno Bico, também está inscrito na corrida, ao serviço da Klein Constantia, equipa de desenvolvimento da Etixx-QuickStep.

“Quero que Portugal se afirme no mundo como país onde se faz bem o ciclismo de formação. É importante que, na Primavera, passem por cá jovens valores que serão os grandes campeões do futuro. Temos no pelotão desta corrida algumas das melhores escolas de ciclismo internacionais, equipas com vocação de lançamento de corredores”, afirmou o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Delmino Pereira, na apresentação do evento, hoje de manhã.

O Grande Prémio Liberty Seguros terá um total de 337,9 quilómetros, distribuídos por duas etapas, a cumprir no Algarve.

 

PerfilEtapa1
Perfil da Etapa 1

 

A primeira etapa é a 26ª Clássica do Restaurante Alpendre e será disputada, ao longo de 151,6 quilómetros, no Sotavento Algarvio. A partida (13h00) e a chegada (16h30) estão marcadas para a Junta de Freguesia de Vila Nova de Cacela.

A primeira metade da ligação será animada por três metas volantes: Santa Luzia (km 12,3), Santa Catarina da Fonte do Bispo (km 40,5) e Restaurante Alpendre (km 64,3).

As dificuldades montanhosas ficam guardadas para a fase final, com duas subidas pontuáveis, na Cortelha, a 43 quilómetros do final, e no Cerro do Enho (barragem do Beliche), a 31,6 quilómetros da chegada.

 

Perfil da Etapa 2
Perfil da Etapa 2

 

A segunda jornada, no Barlavento, terá 186,6 quilómetros, com partida no Auditório Municipal de Lagoa (10h50) e final na Câmara Municipal do mesmo concelho (15h30), comemorando a iniciativa Lagoa Cidade do Vinho 2016.

Na jornada decisiva também haverá três metas volantes e dois prémios de montanha. Os sprints intermédios estarão colocados em Ferreiras (km 23,2), S. Bartolomeu de Messines (km 41,5) e Lagoa (km 172). As subidas pontuáveis são as de Almarijinhos (km 94) e da serra de Silves (km 141,8).

“No ano em que assumimos com orgulho o galardão de Cidade do Vinho, vemos no mediatismo do Grande Prémio Liberty Seguros uma oportunidade para promover Lagoa a nível nacional e internacional, até porque o ciclismo, como ficou demonstrado com a Volta ao Algarve, empresta cor e dinamismo às nossas terras, além de ajudar a combater a sazonalidade”, salientou Luís Encarnação, vereador da Câmara Municipal de Lagoa.

Apesar de cada uma das tiradas ter uma designação própria, o Grande Prémio Liberty Seguros trata-se de uma prova por etapas, em que os tempos da primeira e da segunda serão somados para se encontrar o vencedor.

“Nunca iremos esquecer o que o ciclismo fez pela Liberty Seguros em Portugal. Éramos uma marca desconhecida no país e hoje temos maior notoriedade do que outras marcas, que estão no mercado há dezenas de anos”, frisou o CEO da Liberty Seguros Portugal, José António de Sousa.

 

Equipas Participantes

Continentais: Axeon-Hagens Berman (EUA), Armée de Terre (FRA), Bliz-Merida Pro Cycling (SUE), Efapel (POR), Euskadi Basque Country-Murias (ESP), Klein Constantia (CZE), LA Alumínios-Antarte (POR), Louletano-Hospital de Loulé (POR), Rádio Popular-Boavista (POR), Rally Cycling (EUA), Rietumu-Delfin (LET), Team Coop-Oster Hus (NOR), Team FixIT.no (NOR), Sporting-Tavira (POR) e W52-FC Porto (POR).

Clube: ACDC Trofa (POR), Anicolor (POR), Goldwin/Team José Maria Nicolau (POR), Liberty Seguros/Carglass (POR), Maia (POR), Moreira Congelados/Feira/Bicicletas Andrade (POR), Sicasal/Constantinos/UDO (POR) e Zappi’s (GBR).

 

Vencedores GP Liberty Seguros

2015 Rúben Guerreiro (Axeon)
2014 Rafael Silva (Efapel-Glassdrive)
2013 Delio Fernández (OFM-Quinta da Lixa)
2012 Ricardo Mestre (Carmim-Prio)
2011 Filipe Cardoso (Barbot-Efapel)
2010 Santiago Pérez (CC Loulé-Louletano)
2009 Daniel Silva (CC Loulé-Louletano)

Comentários

pub
pub