Associações empresariais pedem suspensão de portagens na Via do Infante no Carnaval e na Páscoa

As várias associações empresariais do Algarve querem que as portagens na Via do Infante sejam suspensas durante os períodos de […]

Portagens Via do Infante_3As várias associações empresariais do Algarve querem que as portagens na Via do Infante sejam suspensas durante os períodos de Carnaval e de Páscoa. As obras na EN 125, os prejuízos para a atividade turística, os congestionamentos de tráfego e a sinistralidade rodoviária são alguns dos argumentos apresentados.

Num comunicado enviado às redações, assinado pela AHETA, AHISA, ACRAL, NERA, ANJE e CEAL, é feito este pedido «às entidades competentes, designadamente ao Governo».

Para as associações empresariais, «as obras de requalificação actualmente em curso na EN 125 vêm causando congestionamentos graves no trânsito um pouco por toda a região, com prejuízos enormes para os cidadãos em geral e para as empresas em particular».

Além disso, «o aumento exponencial de tráfego durante os períodos de Carnaval e Páscoa, deixa antever um agravamento da situação, com reflexos negativos para a imagem da região e, por essa via, para toda a economia regional, designadamente para a actividade turística. Recorda-se que estas épocas são muito procuradas sobretudo por turistas nacionais e espanhóis, cujas deslocações são asseguradas através de viatura própria», acrescenta o comunicado.

Também os problemas causados pela morosidade na fluidez do trânsito são referidos tal como «o aumento da sinistralidade rodoviária que importa evitar a qualquer custo».

 

Comentários

pub
pub