Paulo Gonçalves no pódio da etapa, enquanto Ruben Faria perde posições no Dakar2016

O piloto português Paulo Gonçalves, bem como os seus companheiros da Honda, Joan Barreda Bort e Kevin Benevides, deram hoje […]

Paulo Gonçalves (Honda) na 2ª etapa

O piloto português Paulo Gonçalves, bem como os seus companheiros da Honda, Joan Barreda Bort e Kevin Benevides, deram hoje espetáculo na 3ª etapa do Dakar2016, que se disputou entre Termas do Rio Hondo e Jujuy, na Argentina. O trio assegurou o três primeiros lugares na tirada, com Gonçalves a conseguir o 3º melhor tempo do dia e a mesma posição no pódio.

Com esta performance, a Geral volta a ser comandada pelo espanhol Joan Barreda (Honda), enquanto Paulo Gonçalves (Honda) sobe para o 4º posto.

Menos sorte teve Ruben Faria (Husqvarna), que ontem terminou em 2º e ocupava a mesma posição na Geral, à saída para a etapa. O piloto algarvio ficou-se hoje pelo 26º lugar da tirada, tendo descido seis posições na classificação geral, para 8º.

Dakar_etapa 3
Zona atravessada na 3ª etapa

Na 3ª etapa, Helder Rodrigues (Yamaha) foi 26º (e é 15º da Geral), Mário Patrão (KTM) foi 36º (33º na Geral) e Pedro Bianchi Prata (Honda) foi 55º (64º).

Este foi um dia em que o fenómeno meteorológico El Niño voltou a fazer das suas, obrigando a organização a encurtar a 3ª etapa do Dakar2016, que só começou no CP1, ou seja, 112,91 quilómetros depois do previsto. Em resultado disso, a especial desta terça-feira tem um pouco menos de 200 quilómetros no total.

Aliás, devido às más condições climatéricas, a etapa dos camiões foi parada. É que os camiões são os últimos a sair para as especiais e hoje, segundo a organização, uma parte do trilho sofreu uma derrocada após o CP2, tornando o percurso impraticável para esta categoria.

Amanhã, dia 6 de Janeiro, a 4ª etapa terá partida e chegada em San Salvador de Jujuy, num total de 629 quilómetros, com uma secção cronometrada de 429 quilómetros. Isto, claro, se o mau tempo não voltar a causar surpresas.

Comentários

pub
pub