Expectativas muito positivas para a participação do Algarve na maior feira náutica do mundo

Portugal e o Algarve apresentam-se este ano na Boot, a maior feira náutica do mundo, que está a decorrer em […]

Boot_vila do bispo_municipio_06Portugal e o Algarve apresentam-se este ano na Boot, a maior feira náutica do mundo, que está a decorrer em Düsseldorf, na Alemanha, em grande parte sob o chapéu da marca «Sea of Portugal». Nem todos os expositores portugueses estão englobados, mas a marca integra a maioria deles.

Hans Walter, representante da Messe de Dusseldorf, inquirido pelo Sul Informação sobre a forma como via a participação de Portugal no certame, disse que «a boot representa um ponto de partida muito importante para podermos atrair mais empresas e entidades, pois existe uma imagem e um conceito “Sea of Portugal”, que pode criar sinergias e facilitar novas adesões de empresas e entidades».

O recrutamento dos participantes em Portugal foi complicado, pois o setor da náutica de recreio não tem fornecido dados para que o Turismo ou o Governo saibam da sua real importância económica, não sendo o setor suportado com dados ou estudos objetivos.

João Reis, responsável da empresa Média 4U, que se dedica à edição e organização de eventos e que detém o registo da marca “Sea of Portugal”, afirmou à reportagem do Sul Informação estar «confiante no futuro, pois o mais difícil está feito, que é uma imagem que identifica o nosso Mar».

«Promover esta imagem que represente uma identidade e uma qualidade portuguesa da náutica profissional e de recreio é uma tarefa que está agora mais facilitada», acrescentou João Reis, que identificou este tempo como um «momento zero, a partir do qual podemos ganhar escala com a adesão de mais empresas e entidades em torno desta ideia».

Há, porém, expositores de Portugal que se apresentam na boot de forma independente e fora do chapéu do “Sea of Portugal”, nomeadamente os arquipélagos dos Açores, da Madeira e algumas empresas do continente.

A imagem e a presença do Algarve, por seu lado, está bem vincada no Hall 3. O Município de Vila do Bispo promove, de uma forma bem ativa, as diferentes empresas que aderiram, como a Divers Cape, o Mar Ilimitado, a Pura Vida, a SeaXplorer ou a Cape Cruiser.

Quanto custa estar representado na boot de Düsseldorf?
Para um espaço de 9 m2:
Aluguer de espaço na feira + promoção + taxas = 1950 €
Stand “Sea of Portugal” + promoção de imagem = 2600 €
…além dos custos da viagem, alojamento e estadia para assegurar os 9 dias de feira.

No stand de Vila do Bispo, que se encontra muito bem localizado e identifica claramente o seu espaço territorial, vive-se um espírito de complementaridade, contribuindo para o sucesso desta que é a primeira apresentação do concelho na importante feira náutica.

Ao longo da História, e na atualidade, Sagres sempre se assumiu como uma das mais importantes “esquinas” do Mundo Ocidental, o grande cabo onde termina o Mediterrâneo e começa o Atlântico, onde a terra se funde com o mar e o céu.

Nesta perspetiva, em 2015, a Câmara Municipal de Vila do Bispo trabalhou com um conjunto de empresas sedeadas em Sagres e dedicadas às atividades marítimo-turísticas, no sentido de reunir uma representação da região neste importante certame internacional.

Boot_Vila do bispo e portimao_03

Assim, materializando uma estratégica opção de divulgação de aspetos diferenciadores do nosso território, particularmente os seus recursos endógenos, potenciadores de uma sustentável exploração turística, a autarquia de Vila do Bispo está agora em Dusseldorf, com uma verdadeira embaixada, que pretende partilhar o melhor da sua região.

No mesmo Hall 3 e contíguo ao espaço de Vila do Bispo, encontra-se também o stand da Associação Turismo de Portimão, onde se promove, mais uma vez, as potencialidades náuticas deste município e também as iniciativas da empresa Sub Nauta e do projeto Ocean Revival.

No Hall 13, o Algarve também aparece referenciado, uma vez mais pela promoção do Município de Portimão, da sua Marina e da empresa de charters Portiate, igualmente localizado num espaço de boa visibilidade, bem como pela presença algo discreta da Marina de Lagos.

Logo_bootContactadas pelo nosso jornal na boot, em Düsseldorf, as empresas expositoras algarvias avaliaram de uma forma «muito positiva» a adesão e a procura do público no primeiro fim de semana da feira.

Entretanto, neste primeiro fim de semana da boot, as três grandes entradas da feira estiveram sempre apinhadas de gente aguardando as 10 horas, tempo para a sua abertura – esperando entrar para poderem dar cor à sua imaginação e aos seus desejos.

Começou a grande feira! E com ela também as expectativas para quem aqui mostra os seus produtos, entidades, empresas e organizações, que investem tempo, orçamento e energia, para poderem “tocar” os interesses de quem acaba de entrar. Um jogo de comunicação que vai agora trilhar os seus caminhos.

 

Fotos de Yannick Kethers|GEO e Município de Vila do Bispo:

Comentários

pub
pub