Castro Marim lança campanha para combater mortes por enfarte

A Câmara de Castro Marim lançou uma campanha de sensibilização junto da população do concelho para a grande frequência de […]

AF_AtaqueCardiaco_OutdoorEsp_80x30cm_10%_.low.2
AF_AtaqueCardiaco_OutdoorEsp_80x30cm_10%_.low.2

A Câmara de Castro Marim lançou uma campanha de sensibilização junto da população do concelho para a grande frequência de morte por enfarte do miocárdio. O objetivo desta campanha é alertar para a dor do peito e incitar à rápida ação.

Segundo o presidente da Câmara de Castro Marim, o médico Francisco Amaral, «uns minutos podem salvar vidas». «Há um descuido muito grande, da população em geral, perante uma dor no peito. Pensa-se em tudo menos num acidente cardíaco. Deve ser ansiedade, estômago, da coluna… e ficam em casa à espera que passe. São minutos, às vezes horas, cruciais. Diria vitais. Essa espera mata no mundo inteiro, neste país e no Algarve em particular, quando, com o devido esclarecimento, a identificação dos sintomas é fácil e o problema poderia ser resolúvel com um telefonema para o 112», ilustrou o edil castromarinense.

A autarquia pretende trazer um cardiologista do Hospital de Faro a Castro Marim, para debater a problemática do enfarte do miocárdio com a população.

As doenças cardiovasculares continuam a ser a principal causa de morte em Portugal. Anualmente morrem por enfarte do miocárdio mais de 8000 portugueses, o que equivale sensivelmente a uma morte por hora.

Comentários

pub
pub