ACRAL ajuda desempregados, trabalhadores e empresas a aceder ao «Cheque-Formação»

A medida «Cheque-Formação», que dará apoios a desempregados e a funcionários de empresas que frequentem ações de formação, já está […]

ACRALA medida «Cheque-Formação», que dará apoios a desempregados e a funcionários de empresas que frequentem ações de formação, já está em vigor.

O período de candidaturas a este incentivo do Instituto do Emprego e Formação Profissional já foi aberto e os interessados podem candidatar-se através da Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve (ACRAL), que se compromete a dar uma ajuda aos interessados na preparação e submissão da candidatura, sejam «ativos empregados, desempregados ou entidades empregadoras».

São elegíveis «os ativos empregados, com idade superior ou igual a 16 anos, independentemente do seu nível de qualificação, e os desempregados, inscritos no IEFP há pelo menos 90 dias consecutivos, detentores do nível 3 a 6 de qualificação (do ensino secundário à licenciatura)», revelou a ACRAL, numa nota de imprensa.

Para os que têm emprego, as ações de formação terão a duração máxima de 50 horas, durante um período de dois anos, e um apoio de 4 euros por hora, até ao montante máximo de 175 euros.

Já para os desempregados, cujas ações de formação terão a duração máxima de 150 horas, também no período de dois anos, têm um apoio financeiro correspondente ao valor total da ação de formação, até ao montante máximo de 500 euros.

«A ACRAL insta os seus associados a aproveitarem esta oportunidade, não só para promover a aquisição de conhecimentos e o desenvolvimento de competências dos seus trabalhadores, mas também para assegurarem o cumprimento das disposições legais em termos de formação profissional (35 horas/ ano/ trabalhador)», desafiou a associação empresarial.

Comentários

pub
pub