Investigadores do Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR) participam em campanha do Biometore

O navio de investigação «Noruega», do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, parte hoje em direção a Ponta Delgada, […]

Biometore-8
Navio «Noruega»

O navio de investigação «Noruega», do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, parte hoje em direção a Ponta Delgada, nos Açores, no âmbito da campanha do projeto “BIOMETORE-Biodiversity in seamounts: the Madeira-Tore and Great Meteor”, financiado pelo programa PT02 – Gestão Integrada das Águas Marinhas e Costeiras do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu (EEA Grants).

A campanha de investigação (III Campanha BIOMETORE) decorrerá de 7 a 20 de Setembro ao largo dos Açores nos montes submarinos do complexo geológico “Great Meteor”, um dos mais importantes das águas marinhas Portuguesas.

À equipa multidisciplinar do IPMA, que engloba especialistas nas áreas da química, biologia molecular, geologia marinha e recursos planctónicos, bentónicos e nectónicos, irão juntar-se investigadores do Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR), do Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores (DOP)/Instituto do Mar (IMAR), do Instituto Politécnico de Leiria (ESTM-IPL) e da Escola Superior de Comunicação Social (ESCS), num total de 11 investigadores liderados por A. Miguel Santos, do IPMA.

A formação dos montes submarinos, que podem elevar-se pelo menos 100 metros acima do fundo marinho, está associada à atividade vulcânica ou movimentos tectónicos.

São, assim, complexos geológicos atravessados por fissuras, falhas, canhões submarinos e cavernas que poderão fornecer condições adequadas para a colonização de fauna muito diversa, bem como o desenvolvimento de comunidades de epifauna (ex: esponjas e corais de água fria), atraindo espécies de peixe oceânicas e de profundidade.

Estes sistemas submarinos influenciam a hidrografia e correntes do local de forma bastante complexa e são ainda muito pouco compreendidos.

Este projeto pretende aumentar o conhecimento da biodiversidade destes ecossistemas de profundidade, situados nos dois principais conjuntos de Montes Submarinos do Atlântico Norte (Great Meteor e Madeira-Tore) particularmente no contexto da implementação da Diretiva Quadro Estratégia Marinha em Portugal, bem como caracterizar, mapear e compreender o seu funcionamento.

Os dados físicos, químicos e ecológicos adquiridos durante a campanha Biometore virão preencher importantes lacunas no conhecimento destes ecossistemas marinhos da plataforma Portuguesa e nos efeitos a curto/longo prazo da sua exploração.

Fornecerão também importantes indicadores para futuras definições de áreas marinhas protegidas e para a avaliação do estado ambiental das águas marinhas Portuguesas com vista à sua gestão sustentável e preservação.

Comentários

pub
pub