Conheça todas as zonas, restaurantes e pastelarias da Rota do Petisco

A Rota do Petisco, que começa na sexta-feira, dia 4 de Setembro, e se prolonga até 11 de Outubro, integra […]

rota do petisco 2015A Rota do Petisco, que começa na sexta-feira, dia 4 de Setembro, e se prolonga até 11 de Outubro, integra este ano 170 restaurantes, pastelarias e snack-bars de Portimão, Silves, Alvor, Praia da Rocha, Ferragudo, Mexilhoeira Grande e, este ano, pela primeira vez, de Monchique. Fique a conhecer todas as propostas:

 

Zonas da Rota do Petisco 2015

 

Zona Azul – Portimão (Zona Ribeirinha)

Junto ao Arade, conheça alguns dos clássicos da Rota: as Papinhas do Forte e Feio, o Meco e a sua Feijoada de Búzios, a Sardinha em Patanisca estacionada À Ravessa, a Alheira às Bolinhas da Dona Benta, a Bucha da Bacalhoada e, para forrar o estômago, a Sopa de Peixe da Taberna da Maré.

Esteja alta ou baixa, vem à costa o Mexilhão, senão, está montada uma grande Peixarada e nem Ú Venâncio consegue acalmar os ânimos do Peixe e do Camarão com um Caldo quente.

O Trinca-Espinhas, sem papas na língua, diz que isso é tudo uma grande Marisquice e que quem se armar em esperto leva com uma Estupeta de Atum que é Kot & Tapas.

O Polvo está nas suas sete quintas, feito Patanisca n’O Barril ou envolto numa saborosa Feijoada pela D. Zizá. O primo Choco é que se pôs em sarilhos.

Foi Guisado na Tapa Latina e, entre um passo de dança e outro, deixou os seus… na Vencedora. Se tivesse ido ao União, sabia que o baile era outro, pois as Fatias são Recheadas. Sem pressas, provaria uma Tostinha no Velocity e, quiçá, talvez desse um mergulho à procura de uma Espetadinha Submarina (não precisa disso, senhor! Encontra-as à mão de semear e bem temperadas na Casa da Tocha).

Quanto a você, depois de tanta animação e enquanto espera pelo Nascer do Sol, vá trincar umas Tiras de Lombinho Panadas ou delicie-se com as Iscas de Perú da Tipóia. Mas se não quer nada com os prazeres da carne, a alternativa chega com ares marroquinos na Mercearia Bio. Prato do dia: Salada de Couscous.

Para adoçar o bico na Zona Ribeirinha, há um fruto regional que se destaca dos demais: o Figo. Chegou acompanhado da Alfarroba na Pastelaria Arade mas mudou de companhia na Nosolo Itália – dizem que o viram a passear com a Amêndoa. É fresco, sim!

Mas, na Casa Inglesa, a tradição tratou de o pôr no seu devido lugar. Queijinho com Ginginha, não há que enganar! E quem não prova é Tolo ou quer Granada. Porque a Inglesa também a tem.

1. Nome: Forte e Feio
Petisco: Papinhas de Berbigão

2. Nome: Trinca-Espinhas
Petisco: Marisquice

3. Nome: Peixarada
Petisco: Mexilhão à Vinagrete

4. Nome: Ú Venâncio
Petisco: Caldo de Peixe com Camarão

5. Nome: O Meco
Petisco: Feijoada de Búzios

6. Nome: À Ravessa
Petisco: Pataniscas de Sardinha

7. Nome: Nascer do Sol
Petisco: Tiras de Lombinho de Porco Panados

8. Nome: Taberna da Maré
Petisco: Sopa de Peixe

9. Nome: Bacalhoada
Petisco: Bucha de Bacalhau

10. Nome: O Barril
Petisco: Pataniscas de Polvo

11. Nome: Tasca Dona Benta
Petisco: Bolinhas de Alheira

12. Nome: Restaurante Zizá
Petisco: Feijoada de Polvo com Marisco

13. Nome: Clube União
Petisco: Fatias Recheadas

14. Nome: Velocity Café
Petisco: Tostinha Velocity

15. Nome: Restaurante Tipóia
Petisco: Iscas de Peru de Cebolada

16. Nome: Casa da Tocha
Petisco: Espetadinha Submarina

17. Nome: Sociedade Vencedora Portimonense
Petisco: Colhões de Choco

18. Nome: Pastelaria Arade
Doce: Doce de Figo com Chocolate e Alfarroba com licor regional

19. Nome: Nosolo Itália
Doce: Bola de Gelado de Amêndoa e Figo com café

20. Nome: Pastelaria Casa Inglesa
Doce: Queijinho de Figo com Ginginha

21. Nome: Restaurante Casa Inglesa
Petisco: Granada à Tolo

22. Nome: Tapa Latina
Petisco: Choco Guisado com Batata Doce e Ervilhas

23. Nome: Mercearia Bio Café
Petisco: Salada de Couscous com sumo de melancia e gengibre

24. Nome: Kop & Tapas
Petisco: Estupeta de Atum

 

Zona Amarela – Portimão (Zona Centro)

beta talk_maria do mar_1Por quem bate o coração de Portimão? Dizem que, lá para os lados do Lusana, vive uma Sardinha Albardada que é uma beleza. Portimão levou-a para um Jantarinho na Taberna e foi vê-lo a falar: que o Mata-Porcos fez 60 anos e tem uma bela Bifana, que deviam combinar ir ao Kim provar os Picos ou talvez o Novilho Assado do King Kebab.

A sardinha, rapariga educada a Crepes da Ginga e mais interessada numa Salada de Ovas n’O Infante, encontrou um meio-termo e marcou um Hambúrguer de Cavala na Maria do Mar na sexta-feira seguinte. Portimão não coube em si de contente.

Nessa noite, sonhou com um Pratinho de Gambas no Café Brasil, um Pica-Pau na Pétala Doce, e o que mais houvesse, sempre na doce companhia da sardinha.

Mas nem tudo eram rosas. O pai da donzela, o Sr. Bacalhau bem se armava em fino. Dizia ter costela francesa, ser suave como uma Mousse (Mira só que conversa!), mas, cá para nós, todos sabiam que, quando entrava n’Os Unidos, era mais dado à Patanisca. E sobre o resto, que conte O Pipo, pois há coisas que não se escrevem.

O Porco Preto, que tem uma Faceira que só à faca e garfo se governa, foi coscuvilhar ao Mané sobre o que vira na Tasc’alado. Um Pianinho para aqui, um Pianinho para acolá, ei-la a Sardinha no Pão junto à Porta Velha. Parecia uma Bifana da Hortinha! Estava montada uma Açorda que até o Choco da Carvi ficou Frito.

A Alheira escondeu-se nos Cogumelos e zarpou para o Kalahari, enquanto que o Polvo foi de Lancha o mais rápido que pôde.

Mas as coisas lá se resolveram à moda de Monchique, com uma Assadura (Kibom!) e um Cozido de Grão n’A Nossa Casa.

Tudo rematado a Melosa e Croquete de Figo na Loja dos Sabores da Mónica e (mais doce houvesse!) a Torta de Laranja bem regada com licor. No fim, o que começou bem, acabou bem. Porque em Portimão, o Amor é às Fatias.

25. Nome: Pastelaria Amor às Fatias
Doce: Torta de Laranja com Licor Regional

26. Nome: O Pipo
Petisco: Punheta de Bacalhau

27. Nome: Loja dos Sabores da Mónica
Doce: Croquete de Figo com Copo de Melosa

28. Nome: Restaurante O Mané
Petisco: Faceira de Porco Preto

29. Nome: Restaurante Kalahari
Petisco: Cogumelos Recheados com Alheira

30. Nome: Taberna de Portimão
Petisco: Jantarinho da Taberna

31. Nome: Restaurante Kibom
Petisco: Assadura à Monchique

32. Nome: Restaurante Lusana
Petisco: Sardinha Albardada

33. Nome: Tasc’alado
Petisco: Pianinhos do Tasc’alado

34. Nome: Restaurante Marisqueira Carvi
Petisco: Choco Frito com Açorda

35. Nome: Pastelaria Ginga
Petisco: Crepe do Mar

36. Nome: Maria do Mar
Petisco: Hambúrguer de Cavala

37. Nome: Pastelaria Mira
Petisco: Mousse de Bacalhau

38. Nome: Adega Restaurante Os Unidos
Petisco: Pataniscas de Bacalhau

39. Nome: Bar do Kim
Petisco: Picos à Musiko

40. Nome: Tasca Porta Velha
Petisco: Pão com Sardinha

41. Nome: Snack-bar Hortinha
Petisco: Bifana com Bacon

42. Nome: Café Brasil
Petisco: Pratinho de Gambas

43. Nome: King Kebab Snack-bar
Petisco: Novilho Assado no Pão

44. Nome: Toine Zé – O Mata Porcos
Petisco: Bifanas 60 anos Mata Porcos

45. Nome: Pastelaria Ginga
Petisco: Pica-Pau

46. Nome: Snack-bar O Infante
Petisco: Salada de Ovas

47. Nome: Snack-bar A Lancha
Petisco: Polvo à Lancha

48. Nome: Restaurante A Nossa Casa
Petisco: Cozido de Grão à Monchique

 

Zona Verde – Portimão (Periferia)

rota do petisco2Na periferia, a conversa é outra. Aqui, dos fracos não reza a história. A Feijoada, seja de Leitão no Bairradino, seja de Buzinas na Quintinha, até joga Ténis ao fim-de-semana, desafiando a agilidade do Lingueirão.

A Açorda é de Marisco no Guerreiro e o Grão, rapaz poupado, já tem fama de Mão de Vaca no Flamingo. Andasse noutras companhias e, numa mudança Radical do Sul para o Norte, seria servido à Transmontana.

Aqui, a carne impera. Com um sabor insular e no Espeto, a receita é d’O Bombeiro. Mas sem sair da vizinhança, o Chefe Silvestre manda: faça-se a Assadura à Moda de Monchique. E os seus desejos são ordens.

Continua a viagem por Portugal, agora até à cidade invicta e ao seu ex-libris gastronómico. No Algarve, a Francesinha também consegue ser Brutal e, como não há limites à imaginação, a Isa até a serve em Sopa.

Mas foquemo-nos no Pão, pomos-lhe um bom recheio e eis uma das mais substanciais Iguarias: a Sandes de Carne Assada. E se o estômago ainda pede mais, três boas razões para matar a fome numa Trilogia da Hamburgueria.

Os mais delicados ficar-se-ão por uma pequena Tosta à Portuguesa que O Zé faz com primor, ou tentarão disfarçar uma Caldeirada de Lula dizendo que é apenas uma Tosta, nada mais, e que até se serve no Cais.

Não há como enganar e o JJ 25 é que sabe: na periferia de Portimão, a ementa é Caprichada. Para os mais conservadores, não faltam as presenças obrigatórias de todo o manual do bom petiscador: n‘O Recanto há Moelas, O Machado mostra vaidoso os seus Carapaus Alimados, a Salada de Polvo serve-se no Portimonense e a Lâmpada acende-se com umas luxuriosas Lulas Cheias.

Só faltam os caracóis. Fora de época, ficam-se pelo nome do Holandês, que aposta numa piedosa Salada de Feijão-Frade com Atum. A Jovita guarnece o Peito… de Frango com o seu mais apurado molho na Geliglu e o Camarão ao Alhinho até estala o palato na Flor das Laranjeiras. O que há mais? Alheira. E no Tachinho! E na Iberia!!

No final, bons Sonhos de Açúcar! Para adocicar os ânimos, conjugue o Limão com Sementes de Papoila num fresco Bolo, regue tudo com Licor de Figo e desperte com um Café. Primavera em Setembro, com Cestos de Flores e tudo, só na periferia! É o dolce far niente Portimonense, com um toque exótico do Gengibre. Enfim, o Creme du crème do hedonismo…

49. Nome: Snack-bar Do Cais
Petisco: Caldeirada de Lula em Tosta

50. Nome: Holandês dos Caracóis
Petisco: Salada de Feijão-Frade com Atum

51. Nome: Pastelaria Geliglu
Petisco: Peito de Frango à Molho da Jovita

52. Nome: JJ 25
Petisco: Caprichada

53. Nome: Sonhos de Açúcar
Doce: Bolo de Limão com Sementes de Papoila com Licor de Figo e Bombom de Café

54. Nome: Hamburgueria B&B
Petisco: Trilogia Mini-Burguer

55. Nome: O Sítio da Isa
Petisco: Francesinha Soup

56. Nome: Cafetaria Radical
Petisco: Grão à Transmontana

57. Nome: Restaurante Leitão Bairradino
Petisco: Feijoada de Leitão

58. Nome: Café Creme
Doce: Portimonense com Licor de Gengibre

59. Nome: O Ténis
Petisco: Feijoada de Lingueirão

60. Nome: Cervejaria Portimonense
Petisco: Salada de Polvo

61. Nome: Pastelaria Primavera
Doce: Cesto de Flores em Doce Fino

62. Nome: Iguarias – O Cantinho dos Sabores
Petisco: Sandes de Carne Assada

63. Nome: Restaurante Snack-bar O Bombeiro
Petisco: Espeto Açoriano

64. Nome: Snack-bar Flor das Laranjeiras
Petisco: Camarão à Alhinho em tosta com salada

65. Nome: Restaurante Guerreiro
Petisco: Açorda de Marisco

66. Nome: Restaurante Quintinha
Petisco: Feijoada de Buzinas

67. Nome: Restaurante Churrasqueira O Machado
Petisco: Carapaus Alimados

68. Nome: Tostas – Snack-bar O Zé
Petisco: Mini Tosta Portuguesa

69. Nome: Flamingo
Petisco: Grão com Mão de Vaca

70. Nome: O Chefe Silvestre
Petisco: Assadura à Moda de Monchique

71. Nome: Brutal Snack-bar
Petisco: Francesinha

72. Nome: Restaurante Snack-bar O Recanto
Petisco: Moelas à Casa

73. Nome: Lâmpada Restaurante Snack-bar
Petisco: Lulas Cheias

74. Nome: Pastelaria Iberia
Petisco: Tachinho de Alheira

 

Zona Laranja – Praia da Rocha

Boutique des EspumanteHá peixe na Rocha. É sardinha ou carapau? Ambos, pois então! Comecemos pelas senhoras. As mais aventureiras seguiram num Safari e voltaram de Escabeche. Outras, mais dadas a prazeres mundanos, ficaram-se pela Taberna do Filipe, à conversa com Amêndoas e Passas.

Há ainda a Sardinha fina, que frequenta a Boutique des Espumante, que se junta ao Leitão para uns Pãezinhos ao sunset. O Carapau, indolente, foi da Costa direitinho para um Cama de Escabeche Morno no refúgio no herói Viriato. Ah Maçarico! Do Atlântico, como já é tradição por estas bandas.

Ora, o peixe não morre na praia. Chega até ao Branquinho Alimado e numa reconfortante Sopa aparece no Humberto’s bem acompanhado dos amigos Camarões e Ameijoa. Saberá ele que o Camarão se disfarça de Caril à noite e anda pelo Coral?

Enfim, são coisas da Rocha, onde até a Patanista é de Berbigão e a Sapateira tem Pérola. Boato ou não, no Jardim Calixto’s e no Aqua Lounge não se fala de outra coisa. Valha-nos o Papa Jorge, que sabe onde pôr a Broa – no Bacalhau, entenda-se – e nos promete um Paraíso no Vau cheio de Lulinhas Fritas. Ah, bela vida! Mar e Sol e uma Feijoada de Lingueirão!

Dizem que o peixe não puxa carroça (é porque não conhecem a Feijoada da Gigi, onde nem o Choco escapa!). Mas, na Rocha, nem a carne é fraca. O Bonezinho Pica no Pau, entre Tapas e Destapas, os Cogumelos escondem o suculento Bacon, enquanto a Pampina pega na Orelha e faz uma Salada.

Olé! Ou Hélas! Petit Gateau na Yogurteria e Crepe no Cream Caffé. Delicieux avec crème glacée! Oui, messieurs, dans la plage, nous parlons français. Bem, não é completamente verdade. Aqui, a Francesinha tem Pronúncia do Norte. E para quem acha que “Italians do it better”, a Gioconda rasga o sorriso enigmático perante um apetitoso Pão de Misturas de Monchique. Nosolo Italia, pois não – as Delícias Algarvias são servidas bem geladas.

Mas deixemo-nos de estrangeirismos. Na Merendeira, levamos algo que não podia ser mais português, Pão com Chouriço e Caldo Verde para a jornada.

Humm! Ah praia Marafada!

75. Nome: Restaurante & Bar Aqua Lounge
Petisco: Pérola de Sapateira

76. Nome: Nosolo Itália (Marina de Portimão)
Doce: Bola de Gelado de Delícia Algarvia + café

77. Nome: Papa Jorge
Petisco: Lingueirão na Chapa

78. Nome: Restaurante Bar Atlântico
Petisco: Maçarico à Atlântico

79. Nome: Restaurante Mar e Sol
Petisco: Feijoada de Lingueirão

80. Nome: O Bonezinho
Petisco: Pica no Pau à Bonezinho

81. Nome: Restaurante Branquinho
Petisco: Peixe Alimado

82. Nome: Restaurante Humberto’s
Petisco: Sopa de Peixe com Camarões e Ameijoa

83. Nome: La Gioconda
Petisco: Pão de Misturas de Monchique

84. Nome: La Boutique des Espumante
Petisco: Pãezinhos de Leitão e Pãezinhos de Sardinha

85. Nome: O Jardim Calixto’s
Petisco: Patanisca de Berbigão d´Alvor

86. Nome: A Pampina
Petisco: Salada de Orelha Algarvia

87. Nome: A Yogurteria
Doce: Petit Gateau com Gelado de Iogurte

88. Nome: Tapas e Destapas
Petisco: Cogumelos Recheados com Bacon

89. Nome: Pronúncia do Norte
Petisco: Mini Francesinha com Copo de Sangria

90. Nome: Restaurante Safari
Petisco: Sardinhas de Escabeche

91. Nome: A Merendeira
Petisco: Caldo Verde e Pão com Chouriço

92. Nome: Huumm! – Gelatti & Bolacha
Doce: Marafada com Sumo de Laranja

93. Nome: Churrasqueira Gigi
Petisco: Feijoada de Choco

94. Nome: Marisqueira Coral
Petisco: Caril de Camarão

95. Nome: Cream Caffé
Doce: Crepe com Bola de Gelado e Topping com Chá Frio de Tília

96. Nome: Taberna do Filipe
Petisco: Sardinhas à Taberna com Amêndoas e Passas e Tosta Pão Caseiro

97. Nome: Restaurante O Viriato
Petisco: Carapaus da Costa em Cama de Escabeche Morno

98. Nome: Paraíso do Vau
Petisco: Lulinhas Fritas à Algarvia

 

Zona Castanha – Alvor

Zé MorgadinhoEm terra da Moura Encantada, a conversa é de pescadores. Dizem que veio à costa Atum, todo aparadinho, do Algarve e Companhia. O Marujo trouxe Polvo, juntou-lhe Grão, e está feita a refeição. O segredo do Mediterranium, todo o pescador conhece: são as Migas de Marisco. Doutros mares, lá para o Norte, chega o bom amigo Bacalhau, requintado à Flor do Sal, mas também um grande pastelão, que resolveu gozar a sesta numa Cama de Frades.

Estava ele a ressonar na Ria e nem viu que a Amêijoa andava a passar-se por ele e já se dizia à Bulhão Pato no Silmar. Lingueirão é que não precisa de se meter nessas alhadas – ele é rei no Central Café. “E Quem se Lixa é o Mexilhão” – diz O Luís. “Tê lá calm, Môç!” – o Zé Morgadinho bem tenta sossegar os ânimos – “Vam’ mas´é ao Biqueirão ou a um Choquinho Frite e ver a Bola! Vés, Ó Rodrigues?”. “Nã, môces, a patroa nã deixa. Vou ficar por uma Saladinha de Polvo”.

Enfim, prudência e Canja de ameijoa nunca fizeram mal a ninguém. Por isso, mais vale dar descanso ao pescador. Fisherman’s Rest, Captain Table… Há por aí muito inglês armado em Carapau de corrida que afinal só é Alimado. E ainda bem! Assim, é mais fácil de apanhar.

Vejam o que aconteceu à Sardinha: apanhada, assada, avinagrada no Escabeche e ainda acompanhada de Batata Doce de Aljezur. O aziago dela é a nossa sorte no Vintage Wine Bar e Tapas.

O Zé d’Anica cansou-se de tanta peixaria e dedicou-se à Alheira. Outros também rogaram Pragas aos frutos do mar e trocaram o filete pelo Hamburguito, a espinha pelo Entrecosto (no Alpendre é às tirinhas) e a posta pela Carninha de Alguidar, onde o 13 não significa azar mas sim Gastrobar. Até a Avó Maria deu descanso ao peixe e as suas Iscas são a prova de que em Alvor não há maus fígados. O que há é Bruschettas, não uma, não duas, mas sim três Al Dente.

E para adoçar a alma? Nada como uma floral Margarida com Vinho do Porto na Perini. Os sabores delicados fazem-se sentir até no Pão d’Avó, com um suave Chiffon de Laranja. Todos sabem que quem nasce Torta jamais se endireita. E nós agradecemos que no Plazza Caffé ela seja de Amêndoa, a rivalizar com a de Cenoura da Confeitaria d’Alvor. Todas muito bem regadas!

99. Nome: Petisqueira Ó Rodrigues
Petisco: Salada Polvo à Ó Rodrigues

100. Nome: Restaurante O Luís
Petisco: Quem se lixa é o mexilhão

101. Nome: Casa d’Avó Maria
Petisco: Iscas à Avó Maria

102. Nome: Restaurante Al Dente
Petisco: Trilogia de Bruschetas Al Dente

103. Nome: Restaurante Alpendre
Petisco: Tirinhas de Entrecosto com Molho de Barbecue

104. Nome: Restaurante Central Café
Petisco: Lingueirão de Alvor Grelhado com um toque de Sumo de Limão

105. Nome: Vintage Wine Bar e Tapas
Petisco: Sardinha Assada de Escabeche com Batata Doce de Aljezur Assada no Forno

106. Nome: Restaurante Mediterranium
Petisco: Migas de Marisco da Ria de Alvor

107. Nome: Quiosque Plaza Caffé
Doce: Torta de Amêndoa com Vinho do Porto

108. Nome: Pastelaria Perini
Doce: Margarida com Vinho do Porto

109. Nome: Pastelaria Pão d’Avó
Doce: Chiffon de Laranja com Licor de Amêndoa

110. Nome: Taberna do Zé d’Anica
Petisco: Alheira com Espinafres

111. Nome: Confeitaria d’Alvor
Doce: Torta de Cenoura com Creme de Queijo com Pisco de Medronho

112. Nome: A Bola
Petisco: Choco Frito com Copo de Vinho Tinto

113. Nome: Restaurante Flor de Sal
Petisco: Delícia de Bacalhau à Flor de Sal

114. Nome: Restaurante Silmar
Petisco: Ameijoas à Bulhão Pato

115. Nome: Algarve e Companhia
Petisco: Aparas de Atum

116. Nome: A Yogurteria
Doce: Gelado de Iogurte com Suspiro de Amêndoa e Calda de Cereja com Refresco de Café

117. Nome: Gastrobar 13
Petisco: Carninha do Alguidar com Migas de Espinafre

118. Nome: Restaurante O Marujo
Petisco: Grão com Polvo

119. Nome: Pragas
Petisco: Hamburguito Black Angus com Cebola Caramelizada e Queijo Azul

120. Nome: Restaurante Captain Table
Petisco: Carapaus Alimados

121. Nome: Restaurante Fisherman’s Rest
Petisco: Canja de Ameijoas

122. Nome: Taberna do Zé Morgadinho
Petisco: Biqueirão em Azeite e Alho

123. Nome: Café na Ria
Petisco: Pastel de Bacalhau em Cama de Frades

 

A OficinaZona Lilás – Mexilhoeira Grande

Na Mexilhoeira é a rimar,
Para a barriga fartar,
Um bom petisco a provar,
Que a Rota não vai parar.
Tassbem!

Quem quiser saber como é,
Há sabor a granel,
Peça um Bolo de Água-Mel
E um Licor de Café.

Não há lugar para a azia,
Mande a fome dar uma Curva,
Com Choquinhos à Algarvia
Até a vista fica turva.

É pr´ó local e pr’ó turista,
Pr’ó menino e pr’à menina,
Nos petiscos d’A Oficina,
Os Parafusos são em Mista.

E antes que dê a quebra,
O estômago é para acalentar,
Que ninguém vai recusar
A bela Sopa da Pedra.
Déb!

124. Nome: Sopa de Pedra
Petisco: Sopa da Pedra

125. Nome: Snack-bar Tassbem
Doce: Bolo de Água-Mel com Licor de Café

126. Nome: Snack-bar A Curva
Petisco: Choquinhos à Algarvia

127. Nome: Petisqueira A Oficina
Petisco: Mista de Parafusos

 

Zona Rosa – Ferragudo

casa grandeA Sueste do Arade, há uma lenda que diz que a Sopa de Peixe é de chorar por mais e que mesmo Ensopado ele chega apetitoso à Borda Do Cais.

Isto quando não é Chouriço que dá à Costa, imaginem lá! Coisas de Ferragudo, vila ribeirinha onde até no peito do Queijo Azul bate um Coração. E não é bossa nova, é Salsa & Sapori.

Toc Toc!”, “Quem é?”, “É o Choquinho Frito”. “Seja bem-vindo Sr. Choquinho e traga também o amigo Polvo para uma tarde de Patanisca à Maré Viva”. Depois, bate-se ao 39 e sai-nos um Bacalhau.

Entra-se na Casa Grande e a Sardinha vem de Vinagrete. Pergunta-se ao João o que há no Tapas Bar e ele logo responde: “Cogumelos Recheados com Alheira, senhor”.

Chega-se à Hortinha e, em vez de couves, salta um Hambúrguer bem temperado. Porta a porta, Tutti Tapas. O azeiteiro Bacalhau foi Confitado. “Q Alho!”, exclamou o bom amigo no Q Café ao ver o Frango Recheado e bem enrolado do guarda-redes. Até ficou Purple! “Mas que Sacada de Arenque é que eu te dava nos…!”, espumava de raiva. “Matjes?!”, alguém exclamou ao fundo do bar.

Sem querer criar confusão com dinamarqueses, o Bacalhau foi repousar no seu Duplex com vista para A Ria. Salada de Ovas de entrada, Feijoada de Buzinas para terminar. De barriguinha cheia e já bem mais tranquilo, adormeceu e sonhou com o fim do Natal.

128. Nome: Sueste
Petisco: Sopa de Peixe

129. Nome: Borda Do Cais
Petisco: Ensopado de Peixe

130. Nome: Salsa & Sapori
Petisco: Coração de Queijo Azul

131. Nome: A Ria
Petisco: Feijoada de Buzinas

132. Nome: Casa Grande
Petisco: Sardinhas de Vinagrete

133. Nome: João’s Tapas Bar
Petisco: Cogumelos Recheados com Alheira

134. Nome: Tutti Tapas
Petisco: Bacalhau Confitado

135. Nome: Bar Ferragudo
Petisco: Chouriço a la Costa

136. Nome: Taberna 39
Petisco: Bacalhau à 39

137. Nome: Q Café
Petisco: Bacalhau Q Alho

138. Nome: Toc Toc
Petisco: Choquinhos Fritos à Algarvia

139. Nome: Marisqueira Maré Viva
Petisco: Patanisca de Polvo

140. Nome: Café da Hortinha
Petisco: Hambúrguer à Hortinha

141. Matjes Rui & Ilona
Petisco: Sacada de Arenque

142. Nome: Snack-bar Duplex
Petisco: Salada de Ovas

143. Nome: Restaurante Purple – Vitor’s Village Resort
Petisco: Rolinho de Frango Recheado

 

Zona Vermelha – Silves

Art'askaA Medieval Silves, cenário de guerra e paz, de mouros e cruzados, de Lendas & Mitos. A Feijoada de Pipis não é um deles. É divinal, mas de carne e osso – mais carne do que osso, como se quer nesta histórica cidade. Logo à entrada, em plena Ladeira, é obrigatório dar um Bacalhau Assado a quem chega. Nada como receber bem!

Um suculento Ensopado de Cabrito na Ponte Romana abre o apetite para desbravar novos caminhos por cantos e Recantos, de cristãos e Mouros, onde o Javali não se consegue esconder dos petiscadores. Fosse ele pequenino como a Petinga e teria refúgio no Chapim. Talvez a sorte acabasse por ser igual, pois nem o Polvo disfarçado de Salada passa despercebido na Churrasqueira Valdemar.

Outras artes (ou Art’aska, melhor dizendo) tem o Atum: fez-se Patê e entrou surrateiramente dentro de um Tomate Fresco. Chui! Não digam nada, senão vai haver Matança! Já basta a da Almedina.

Para o Al-Karib, o porco é animal interdito. Fica-se então pelas Lulinhas Fritas e talvez ainda prove os Carapaus de Escabeche do Bené. Outros dão a Barbinha por um Choco Frito e fazem-se novos na Casa Velha ao saborear a Feijoada de Marisco.

Dom Rodrigo, ilustre senhor, convidou a Rosa para uma Limonada de Frutos Vermelhos. Ele sabia que o rival Ugo dera à delicada donzela uma linda Flor de Queijo e lhe adocicara o palato com Doce de Figo, Nozes e Amêndoas. Razão para duelo? Às três da tarde junto à . Tarde de Amêndoa para cá, Chocolate Quente para lá, a coisa resolveu-se sem sangue.

Histórias de Silves… No Castelo são mais que muitas. Escute-as enquanto trica uns Figos Gratinados com Queijo e Presunto. Bom proveito!

144. Nome: Restaurante A Ladeira
Petisco: Bacalhau Assado

145. Nome: Restaurante Ponte Romana
Petisco: Ensopado de Cabrito

146. Nome: Recanto dos Mouros
Petisco: Javali Estufado à Casa

147. Nome: Ugo Art Café
Doce: Flor de Queijo com Doce de Figo, Nozes e Amêndoas

148. Nome: Chapim Cafetaria Lounge Bar
Petisco: Tiborna de Petinga

149. Nome: Snack-bar Lendas & Mitos
Petisco: Feijoada de Pipis com Batata Doce

150. Nome: Churrasqueira Valdemar
Petisco: Salada de Polvo

151. Nome: Art’aska Lounge Caffé
Petisco: Tomate Fresco Recheado com Patê Caseiro de Atum

152. Nome: Taberna Almedina
Petisco: Refogado da Matança

153. Nome: Snack-bar Pastelaria Al-Karib
Petisco: Lulinhas Fritas à Silves

154. Nome: Tasca Béné
Petisco: Carapaus de Escabeche

155. Nome: Restaurante Barbinha
Petisco: Tiras de Choco Frito

156. Nome: Restaurante Marisqueira Casa Velha de Silves
Petisco: Feijoada de Marisco

157. Nome: Café Da Rosa
Doce: Dom Rodrigo com Limonada de Frutos Vermelhos

158. Nome: Café da Sé
Doce: Tarte de Amêndoa com Chocolate Quente

159. Nome: Café Castelo de Silves
Petisco: Figos Gratinados com Queijo e Presunto

 

Zona Branca – Monchique

charreteO petisco chegou à Serra. Encontrou Refúgio num Prato Cheio de enchidos tradicionais depois de estacionar no Parque para umas Tiras de Choco Frito.

Talvez o choco se sinta só por estas bandas, onde as tentações da carne são muitas e boas. O porco, então, é indivíduo de pouca sorte.

Vê o Presunto Panado pelo Maximino e dá a Bochechinha a provar na Fonte dos Chorões. Nem escondido num Recanto, o coitado foge à Assadura. Tenta apanhar a Charrete e eis que aparece o Pão com Conduto. Marca umas férias na Villa Termal e nem a Chouriça escapa aos Ovos Mexidos. Chega a Maio, é feito Bifana.

Oxalá vivesse ele em terra de vegetarianos. Quente ou Frio, sairia para uma Limonada ou uma Melosa com a Ana Maria e, depois, Bolo de Amêndoa, Gila, Noz e Chocolate.

Mas em Monchique é preciso Doce e Arte para um porco escapar à amarga sina de ser tão apetitoso. E enquanto tarda o mat’pórc, afoga as mágoas em Licor e adoça os últimos dias com Pudim de Mel.

160. Nome: O Recanto
Petisco: Assadura à Recanto

161. Nome: O Maximino
Petisco: Presunto Panado

162. Nome: Villa Termal das Caldas de Monchique
Petisco: Ovos Mexidos com Chouriça

163. Nome: O Refúgio
Petisco: Prato Cheio (enchidos tradicionais)

164. Nome: Casa Maio
Petisco: Bifana (Oferta de Melosa)

165. Nome: Fonte dos Chorões
Petisco: Bochechinha de Porco à Monchique

166. Nome: Pastelaria Gelataria Ana Maria
Doce: Bolo de Amêndoa, Gila, Noz e Chocolate com melosa

167. Nome: Restaurante A Charrete
Petisco: Pão com Conduto de Monchique

168. Nome: Oxalá – Casa de Chá
Doce: Quente / Frio de Alfarroba e Limonada

169. Nome: Restaurante O Parque
Petisco: Tiras de Choco Frito

170. Nome: Pastelaria Doce e Arte
Doce: Pudim de Mel com Licor Regional

Comentários

pub
pub