Projetos participativos vão ser tema de debate em São Brás de Alportel

Serão os modelos participativos verdadeiramente inclusivos? esta é a questão que se irá debater no Museu do Trajo de são […]

Museu do Trajo São BrásSerão os modelos participativos verdadeiramente inclusivos? esta é a questão que se irá debater no Museu do Trajo de são Brás de Alportel, no dia 18 de junho, a partir das 18 horas, na conferência «Projetos Participativos: partilahndo a responsabilidade».

Esta é uma de três iniciativas paralelas, «que pretendem ser uma espécie de “prelúdio” para a conferência anual da Acesso Cultura, “Meu, teu, Nosso: Modelos de projectos participativos”, que terá lugar no dia 12 de Outubro, no Museu do Oriente em Lisboa», segundo a associação Acesso Cultura, que organiza os eventos. Os outros dois debates de dia 18 realizam-se em Lisboa e no Porto.

«Nos últimos anos, nota-se uma maior abertura para a adopção pelas instituições culturais de modelos em que comunidades envolventes e públicos são agentes desde o primeiro momento. As plataformas digitais, em particular, criaram uma oportunidade para as instituições interagirem com um leque cada vez mais abrangente de públicos, que, por sua vez, são mais claros e directos na comunicação das suas expectativas e necessidades. Mas são os modelos participativos verdadeiramente inclusivos?», questionam os organizadores.

Para tentar responder a essa pergunta, o debate de São Brás de Alportel contará com a presença de Afonso Café, da CIVIS, de Davide Alpestana, do Palácio do Tenente, de Emanuel Sancho, do Museu do Trajo de São Brás de Alportel, e de Gonçalo Gomes, da Associação Al-Portel, este último na condição de moderador. A entrada é livre.

A Acesso Cultura adiantou que as inscrições para a conferência principal, no Museu do oriente, em Outubro, também abrem a 18 de Junho.

Comentários

pub
pub