São Brás de Alportel encerra Centenário com viagem ao início do século XX

A vila de São Brás de Alportel vai recuar cem anos no tempo, no sábado e no domingo, com o […]

RecriaçãoHistóricaSãoBrásAlportelA vila de São Brás de Alportel vai recuar cem anos no tempo, no sábado e no domingo, com o seu centro histórico a engalanar-se a rigor e centenas de figurantes a sair à rua, no sentido de reviver as primeiras décadas do século XX.

Esta recriação histórica assinalará o encerramento das comemorações do Centenário da elevação de São Brás a concelho, lançadas há cerca de um ano. O evento decorre entre as 18 e as 2 horas e tem entrada livre.

No fim-de-semana, as casas e tabernas antigas estarão de portas abertas e darão a conhecer a sua história. Também não faltarão «fervorosos republicanos e saudosos monárquicos», bem como «elegantes senhoras de famílias abastadas, cavalheiros de fartos bigodes, mas também artesãos, mercadores e mestres de ofícios».

A festa também se fará com música, dança e outras artes, que se espalhará por três palcos. A Câmara de São Brás de Alportel, que organiza o evento, instalou os palcos VilaAdentro, Verbena e Fonte Nova, onde os visitantes poderão assistir a espetáculos «de música, dança, teatro, arte circense e muito mais».

«Não faltará o “balho à moda antiga”, as valsas, a dança da tablete e até a velhinha e misteriosa dança “Fôfa”. Haverá tempo ainda para escutar o velhinho Realejo, para rir com os Robertos, para estar à conversa com Estanco Louro, para assistir a uma Noite de Fado muito especial, para ouvir Jazz, como nos velhos tempos e, claro, para reviver estes 100 anos de memórias com todos os sentidos», ilustrou a autarquia são-brasense, numa nota de imprensa.

A gastronomia, como é hábito nas festas portuguesas, também terá o seu espaço, em duas zonas de restauração, a ser instaladas no Adro da Igreja e no Jardim do antigo Palácio Episcopal.

Aqui, as ruas serão «invadidas pelo burburinho dos artesãos que vendem os seus produtos, pelas “tascas” de copos e petiscos e por uma imensa animação de rua composta por artistas circenses, malabaristas, performances de dança, canto, acordéon, encenações de acontecimentos do quotidiano», entre outras surpresas.

Comentários

pub
pub