Oficina de Bonsai com espécies mediterrânicas foi sucesso no Sítio das Fontes

A oficina sobre bonsai com espécies mediterrânicas, que decorreu a 10 de Maio no Centro de Interpretação da Natureza do […]

Bonsai_11A oficina sobre bonsai com espécies mediterrânicas, que decorreu a 10 de Maio no Centro de Interpretação da Natureza do Sítio das Fontes, em Estômbar (Lagoa), foi um sucesso.

No âmbito do Ano do Vinho e da Vinha 2015, o Município de Lagoa, numa parceria com o Clube Bonsai do Algarve, associou-se a esta arte milenar como forma de divulgar o gosto pelo uso das espécies mediterrânicas com fins ornamentais e paisagísticos.

A vinha, o olival, o montado, o amendoal e outros pomares de sequeiro,  de entre variadas formas ancestrais e sustentáveis de uso do território, «são, incontornavelmente, parte de uma paisagem de que nos devemos orgulhar, acarinhar e desenvolver, e que deverá fazer parte daquilo que nos define como algarvios, portugueses e mediterrânicos», salientam os responsáveis pelo Sítio das Fontes.

Bonsai_21«O uso das espécies autóctones, adaptadas às nossas condições de clima, solo e paisagem, bem como das que se identificam com a nossa cultura, podem ajudar a explicar quem somos, ainda que através de uma arte que nos chega do Oriente», acrescentam.

Um conjunto de Bonsai dos membros do Clube, expostos no Centro de Interpretação da Natureza do Sítio das Fontes, serviu para explicar as origens e as principais técnicas envolvidas na obtenção de verdadeiras obras de arte vivas.

A oliveira foi a espécie escolhida para que os mestres do Clube Bonsai do Algarve pudessem transmitir apenas um pouco do complexo universo desta forma de cultivo a um grupo de 15 entusiastas a dar os primeiros passos. Durante a oficina, os participantes “trabalharam” os futuros Bonsai, sob a rigorosa orientação dos mestres.

Por fim, todos levaram para casa uma pequena oliveira e um “kit bonsai” que, com técnica, jeito, paciência e tempo, certamente se transformará num verdadeiro Bonsai.

Como não poderia deixar de ser, e como Lagoa está a assinalar o Ano do Vinho e da Vinha, cada um levou também um vaso onde já cresce uma pequena videira da casta Negra Mole, fundamental para a produção do Vinho de Lagoa DOC.

 

Comentários

pub
pub