Festival de Caminhadas atraiu mais de 600 pessoas a Alcoutim

Mais de 600 pessoas participaram, ao longo de três dias, nas caminhadas temáticas, observação e interpretação da natureza, observação de […]

Festival de Caminhadas de Alcoutim_1Mais de 600 pessoas participaram, ao longo de três dias, nas caminhadas temáticas, observação e interpretação da natureza, observação de aves, observação astronómica, passeios de barco, concertos, cinema e muita animação, da segunda edição do Festival de Caminhadas de Alcoutim, que decorreu de 8 a 10 de Maio.

Depois do sucesso da edição de 2014, a autarquia alcouteneja salienta que «esta segunda edição consolida o Festival de Caminhadas de Alcoutim como um evento de referência para os amantes das caminhadas, do turismo ativo e de natureza, não só no território do Baixo Guadiana, mas também em toda a região do Algarve e na vizinha Andaluzia».

Na sexta-feira, primeiro dia de festival, a programação da manhã teve como público-alvo a população escolar do município, com caminhadas ao longo de etapas da Via Algarviana e com jogos e atividades para os mais pequenos.

Assim, os alunos do 1º ciclo da Escola Básica Integrada Prof. Joaquim Moreira, de Martim Longo, participaram, durante a manhã, no percurso Via Algarviana Júnior, entre o Monte Novo e a aldeia de Vaqueiros.

Já da parte da tarde foi a vez dos alunos do 1º ciclo da Escola Básica Integrada de Alcoutim terem encontro marcado no castelo da vila onde se defendeu a preservação da natureza local com a atividade “ Guardiões da Via Algarviana”.

Ambas as atividades escolares foram guiadas pelas monitoras da Associação Almargem e do Clube Desportivo de Vaqueiros que, com muitos jogos e atividades pedagógicas, levaram alegria e entusiamo aos participantes mais novos do festival.

Festival de Caminhadas de Alcoutim_5Mas seguramente o percurso mais entusiasta e motivante e um dos mais dinâmicos do programa foi “A Rota da Felicidade”.

Neste percurso, que decorreu ao final da tarde de dia 8 de maio, além de uma componente lúdica, onde esteve sempre presente a diversão e o bom humor, estimulou-se o desenvolvimento de uma atitude positiva, contribuindo assim, não só para a melhoria imediata do bem-estar, como também para o reforço de uma atitude positiva e motivada perante a vida, de todos os participantes.

As dinâmicas utilizadas, apesar de descontraídas e divertidas, tiveram por base os pressupostos da Psicologia Positiva, sendo uma adaptação daquilo que as últimas investigações nesta área revelaram ser determinante para o sentimento de felicidade.

Este percurso motivacional terminou no caís da vila de Alcoutim, onde decorria a abertura da exposição “Minha Fukushima”.

Para encerrar em cheio o primeiro dia de festival, houve ainda lugar à projeção do documentário “Baraka”, na Biblioteca Municipal de Alcoutim.

No sábado, dia 9, iniciaram os percursos temáticos do festival, com destaque para “Trilhos de Ronda no Guadiana”, passeio que versou sobre a atividade do contrabando na fronteira, e para “Olhar o Céu, Gravar na Pedra”, percurso subordinado ao tema da arqueoastronomia.

O primeiro teve como momentos altos a passagem pela Ribeira de Cadavais e por um caminho com vista sobre o Guadiana, entre os sítios de Premedeiros e da Lourinhã.

Festival de Caminhadas de Alcoutim_2O percurso “ Olhar o Céu, Gravar na Pedra”, começou na povoação de Cortes Pereiras, pelas 22h15, e teve passagem pelos Menires do Lavajo, onde foi realizada uma projeção de luz sobre este monumento megalítico, e posteriormente, a observação astronómica.

Aquele que ia ser um percurso limitado a 30 pessoas acabou por dobrar o número de participantes.

Antes de iniciar o passeio noturno, os caminhantes tiveram ainda oportunidade de assistir a uma atuação de Cante Alentejano pelo Grupo Coral Vizinhos do Alentejo.

Ao longo do segundo dia de festival, houve ainda lugar para a realização de diversas atividades complementares às caminhadas, como o concerto de guitarras pelo Quarteto Concordis ou o “Workshop de Bastões de Caminhantes”, onde os participantes aprenderam a utilizar um recurso natural da paisagem local, a cana, transformando-o em objetos de utilidade para as caminhadas, como bastões ou copos para água.

No último dia do evento, domingo dia 10, realizaram-se os percursos que, na edição do ano anterior, tiveram mais sucesso.

Às 8h00 o ponto de encontro foi o cais da vila de Alcoutim, de onde os caminhantes iniciaram um passeio de barco rumo ao Pomarão, incluído no percurso “Algarve, com aroma a Alentejo Espanha”.

Festival de Caminhadas de Alcoutim_3Este percurso emblemático do evento, com 21 quilómetros, revelou-se este ano muito duro pelo aumento de temperatura registado neste dia.

Ainda assim, esta não foi razão para desanimar os participantes que, ao longo dos caminhos naturais do Guadiana, puderam desfrutar de fabulosas paisagens sobre o rio e de momentos únicos de convívio.

A caminhada terminaria em Sanlúcar de Guadiana, onde os caminhantes puderam degustar um gaspacho espanhol.

Na Corte da Seda, povoação da freguesia de Alcoutim, teve lugar a “Manhã com o Pastor”, outra das caminhadas repetentes do evento e que este ano foi também um passeio fotográfico.

Perto de 25 participantes acompanharam o pastor com as suas cabras pelos campos do monte e tiveram ainda a oportunidade de provar uma merenda com produtos gastronómicos locais, com destaque para os queijos de cabra frescos.

À mesma hora, no Pereiro, realizou-se a caminhada “Há vida no Monte?”, que contou com perto de seis dezenas de participantes.

Um dos pontos altos da atividade foi a visita à povoação de Silveira, uma povoação deserta, situada nas proximidades da aldeia de Pereiro, onde o grupo parou cerca de meia hora.

Festival de Caminhadas de Alcoutim_4Envolvidos na organização desta atividade estiveram também os alunos da Universidade Sénior e outros elementos da Associação e Grupo Etnográfico de Pereiro, que foram responsáveis pela confeção de dois pratos de gastronomia tradicional (jantar de celgas e gaspacho), depois saboreados pelos participantes da caminhada, num convívio final.

Dentro do programa das atividades do Festival, outro momento alto foi o VIII Grande Prémio de Atletismo, pelo Centro de Apoio aos Trabalhadores da Câmara Municipal de Alcoutim, que contou este ano com 227 participantes.

A Câmara de Alcoutim já anunciou que o Festival de Caminhadas «voltará no próximo ano com muitas surpresas e novidades, que seguramente atrairão mais caminhantes à região».

O evento foi organizado pelo Município de Alcoutim, em colaboração com os Ayuntamientos de Sanlúcar de Guadiana e El Granado, União das Juntas de Freguesia de Alcoutim e Pereiro, das associações Odiana, Almargem, Cumeadas, Alcance, Amigos dos Farelos e Clarines, Amigos do Zambujal, Grito d’ Alegria, Grupo Desportivo de Alcoutim, Clube Desportivo de Vaqueiros, Alfa, Teatro Experimental de Alcoutim, Bombeiros Voluntários de Alcoutim, Clube do Optismo e Centro de Apoio aos Trabalhadores da Câmara Municipal de Alcoutim.

Comentários

pub
pub