Património Cultural, Histórico e Arqueológico levam Vila do Bispo a estreitar laços com a UAlg

O estudo e preservação do Património Cultural, Histórico e Arqueológico são as principais áreas de colaboração entre a Câmara Municipal […]

protocolo_4O estudo e preservação do Património Cultural, Histórico e Arqueológico são as principais áreas de colaboração entre a Câmara Municipal de Vila do Bispo e a Universidade do Algarve, segundo o protocolo assinado na sexta-feira, entre o presidente da autarquia Adelino Soares e o reitor António Branco.

No mesmo dia, o autarca e Mirian Tavares, diretora da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve, assinaram um acordo específico de cooperação arqueológica que tem como objetivo investigar, preservar, valorizar e divulgar o património arqueológico do concelho de Vila do Bispo.

A assinatura destes documentos surge, segundo a autarquia, «na sequência de uma relação informal entre a Câmara Municipal de Vila do Bispo e a Universidade do Algarve, que tem resultado em diversos trabalhos científicos desenvolvidos por esta instituição de ensino público superior no território concelhio».

Assim, surgiu a «necessidade de um efetivo estreitamento dos laços entre as entidades, no sentido da sua sistematização e de um maior alcance dos projetos de investigação promovidos».

São diversos os trabalhos realizados em Vila do Bispo ao longo das duas últimas décadas, por investigadores (professores e alunos) da UAlg, designadamente da sua Faculdade de Ciências Humanas e Sociais.

O mais recente é a investigação que tem vindo a ser feita nos últimos 15 anos na jazida
Pré-Histórica de Vale de Boi, pelas equipas da Universidade do Algarve coordenadas pelo professor Nuno Bicho.

Comentários

pub
pub