Francisco Marques é o novo Delegado Regional de Educação, Alberto Almeida foi despedido por email

Francisco Manuel Marques, de Beja, é, desde segunda-feira, dia 16 de Fevereiro, o novo Delegado Regional de Educação do Algarve. […]

direção regional de educaçãoFrancisco Manuel Marques, de Beja, é, desde segunda-feira, dia 16 de Fevereiro, o novo Delegado Regional de Educação do Algarve.

O anterior, Alberto Almeida, foi despedido por email, enviado pelo diretor-geral dos Estabelecimentos Escolares e recebido às 19h30 da sexta-feira anterior, dia 13 de Fevereiro, com indicação para terminar funções nesse mesmo dia.

Ao que o Sul Informação apurou junto de fontes da Educação na região algarvia, o novo responsável iniciou funções na segunda-feira, tendo já mantido reuniões com dirigentes dos seus serviços e com responsáveis por escolas.

Entretanto, as escolas do Algarve receberam já uma carta do anterior delegado, Alberto Almeida, apresentando os seus cumprimentos de despedida.

A escolha dos novos delegados regionais de Educação, que resulta de concurso público, foi anunciada na própria sexta-feira, dia 13, numa nota publicada pelo diretor-geral dos Estabelecimentos Escolares, José Alberto Moreira Duarte, na página desta instituição.

Além de Francisco Manuel Marques, para o Algarve, foram ainda designados para os cargos Manuel Maria Feio Barroso (Delegado Regional do Alentejo), Cristina Fernandes de Oliveira (Centro) e José Octávio Soares Mesquita (Norte).

Alberto Almeida
Alberto Almeida

Quem não ficou nada satisfeita pela forma como o professor Alberto foi informado da decisão de o destituir de funções foi a Comissão Política Distrital do PSD/Algarve.

Esta estrutura partidária, em comunicado, disse que «nada tem a assinalar sobre o desenvolvimento do concurso», que terá decorrido «no estrito respeito pelas regras dos concursos públicos», mas sublinha que a forma como a decisão foi comunicada «viola os princípios de ética e transparência de um governo social-democrata».

Em declarações ao Sul Informação, Luís Gomes, presidente do PSD/Algarve, sublinhou que põe «em causa a forma como o processo foi gerido, já que demonstra um desprezo e uma falta de dignidade que o prof. Alberto Almeida não merecia».

Recentemente, Francisco Manuel Marques tinha concorrido também ao cargo de Chefe de Divisão de Educação da Câmara de Silves, cujo júri, curiosamente, era presidido por Alberto Almeida. Francisco Marques não foi, porém, escolhido para o cargo naquela Câmara.

Alberto Almeida tinha sido nomeado pelo atual Governo como delegado regional de Educação em Setembro de 2011, quando esta estrutura substituiu a anterior Direção Regional. Professor de formação, na altura era também vereador do PSD na Câmara de Olhão.

Comentários

pub
pub