Loulé lança obras na EN124 entre Barranco do Velho e Monte da Charneca

A Câmara de Loulé assinou, na passada sexta-feira, o auto de consignação da obra de beneficiação da EN124, entre o […]

consignação obra en124A Câmara de Loulé assinou, na passada sexta-feira, o auto de consignação da obra de beneficiação da EN124, entre o Barranco do Velho e o limite do concelho (Monte da Charneca), na freguesia de Salir.

Esta intervenção, que irá beneficiar a rede viária do interior do concelho e reforçar a segurança, começa na EN124, junto à povoação de Barranco do Velho, e desenvolve-se para poente, terminando no Monte da Charneca, numa extensão total de 29,573 quilómetros. A obra foi adjudicada pelo valor de perto de 1,5 milhões de euros e terá um prazo de execução de 210 dias.

A empreitada inclui a repavimentação total da plataforma de circulação da via, saneamento e reposição de zonas degradadas, melhoramentos das condições de drenagem de águas pluviais, regularização de bermas e melhoramento da sinalização vertical e horizontal.

A plataforma existente será toda reaproveitada, pelo que as características geométricas da via serão mantidas.

Nas zonas saneadas, será reconstruído o pavimento. Será também reformulado um entroncamento, cujas características atuais não obedecem aos critérios de segurança rodoviária em vigor.

Em relação à drenagem, as valetas serão objeto de limpeza e reperfilamento, sendo executadas passagens hidráulicas, por forma a garantir a continuidade do escoamento longitudinal das águas pluviais.

Estão ainda incluídos neste projeto os arranjos exteriores em diversas zonas, prevendo-se um tratamento urbano nas zonas habitadas, nomeadamente com a introdução de pavimentos em calçada.
Nestas zonas, serão respeitadas as cotas de soleiras das entradas e passeios existentes e garantidas as inclinações necessárias a uma adequada drenagem de águas pluviais, bem como a mobilidade de peões.

A sinalização vertical e horizontal será revista, sendo a sinalização vertical reforçada e a horizontal reformulada. Serão ainda introduzidas guardas de segurança em zonas que se consideram perigosas.

Comentários

pub
pub