Isilda Gomes elege candidatura de Portimão ao FAM como «desafio» para 2015

A candidatura da Câmara de Portimão ao Fundo de Apoio Municipal (FAM) é um dos dois desafios que, segundo a […]

isilda gomes2A candidatura da Câmara de Portimão ao Fundo de Apoio Municipal (FAM) é um dos dois desafios que, segundo a presidente Isilda Gomes, este município terá de enfrentar no novo ano de 2015.

Numa carta enviada pela autarca a todos os colaboradores municipais e a que o Sul Informação teve acesso, Isilda Gomes diz esperar que a candidatura ao FAM «resolva, de uma vez por todas, a questão financeira».

«Dessa negociação dependerá o futuro da autarquia. A redefinição do papel da Câmara nas mais diversas áreas será uma consequência natural da nova realidade e, para isso, será necessária a colaboração e empenho de todos os trabalhadores sem exceção», escreve a edil.

O outro desafio, que aliás já começou em 2014, é o que decorre da «necessidade de extinguir a Portimão Urbis, com a consequente internalização e externalização das suas atividades».

Mas, em 2015, há outro desafio: «a necessidade urgente de alterar a estrutura orgânica da Câmara, permitindo a plena integração dos colegas da extinta Urbis, e, mais importante, adaptando a nova estrutura às exigências decorrentes do Plano de Ajustamento Municipal».

Apesar dos desafios, a socialista Isilda Gomes afirma-se confiante que que «o ano que agora se inicia será o ponto de viragem no declínio a que fomos sujeitos nos últimos anos».

No Algarve, além de Portimão, apenas o Município de Vila Real de Santo António, presidido pelo social-democrata Luís Gomes, já anunciou que vai recorrer a esse fundo.

Comentários

pub
pub