Classificação do Cante Alentejano é «homenagem ao Alentejo e às suas gentes

A classificação do Cante Alentejano como Património Cultural Imaterial da Humanidade, decidida esta manhã, em Paris, na reunião da Organização […]

Festa do Cante nas Terras do Grande Lago (4)A classificação do Cante Alentejano como Património Cultural Imaterial da Humanidade, decidida esta manhã, em Paris, na reunião da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), é classificada pelo Turismo do Alentejo como «uma homenagem ao Alentejo e às suas gentes e o reconhecimento da grandeza de um bem identitário e singular de um território que se qualifica e ambiciona a certificação, apostando no que é único e diferenciador».

A conquista deste selo da UNESCO «vai permitir alavancar, nos diferentes mercados turísticos, o marketing e a promoção do Destino Alentejo», acrescenta aquela entidade.

A Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo congratula-se também com a classificação do Cante Alentejano. Nas palavras do Presidente da ARPTA Vítor Silva, o selo da UNESCO vai contribuir, em muito, para o processo de internacionalização da Região.

O Turismo do Alentejo recorda que está a elaborar um Plano Operacional de Suporte ao Desenvolvimento e Dinamização do produto “Património da Humanidade no Alentejo” que visa «otimizar a promoção e comercialização de um produto estratégico para uma Região que ostenta agora três selos da UNESCO, nomeadamente o Centro Histórico de Évora, as Fortificações de Elvas e o Cante Alentejano».

No âmbito do Plano, a Entidade Regional de Turismo pretende também implementar ações ligadas à valorização das dinâmicas turísticas – como por exemplo através de programas de visitação ou da edição de livros de prestígio -, e requalificar o património edificado.

No que respeita ao Cante, já no próximo ano, vão ser fundadas Casas de Cante e criados roteiros em torno desta expressão cultural.

O Cante Alentejano conquistou o título de Património Cultural Imaterial da Humanidade, após a decisão tomada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), hoje, dia 27 de Novembro.

O Cante Alentejano é uma manifestação cultural do povo desta região, que viu assim reconhecido o seu valor universal após um longo processo, que, liderado pela Entidade Regional de Turismo e a Câmara Municipal de Serpa – com a colaboração de outras entidades públicas e privadas do território – teve início em 2011, com a preparação dos trabalhos técnicos e científicos que sustentaram a candidatura.

Valorizar e salvaguardar um bem único da Região – um dos símbolos maiores da identidade, tradição, força e carácter do povo que o expressa e preserva – foram as premissas base do projeto de âmbito regional que valeu ao Cante a elevação, pela UNESCO, à categoria de Património da Humanidade.

Comentários

pub
pub