RUA FM ajuda a fundar rede europeia de media universitários

A Rádio Universitária do Algarve (RUA FM) é membro-fundador da primeira rede europeia de media universitários, criada no passado domingo, […]

Participantes University media FestA Rádio Universitária do Algarve (RUA FM) é membro-fundador da primeira rede europeia de media universitários, criada no passado domingo, no âmbito no University Media Fest 2014, que decorreu de 26 a 28 de setembro, em Perugia, Itália.

A rádio algarvia e o Sul Informação, enquanto parceiro da RUA FM na área das notícias, foram os representantes de Portugal neste evento, organizado pela italiana Radiophonica.com, que juntou radialistas de sete países.

Além da criação desta rede, foi assinada uma carta de intenções pelas rádios universitárias e associações de rádios presentes, que já prevê colaborações a diferentes níveis.

«A carta de intenções determina a criação de uma rede, para partilha de conteúdos e formatos, bem como de boas práticas», segundo o diretor da RUA FM Pedro Duarte, um dos signatários portugueses da carta, em conjunto com Sónia Rosa, também da rádio algarvia.  Em cima da mesa esteve, igualmente, «a questão da formação», com trocas entre os diferentes membros da rede.

UMF 2014 Reunião dos representantes de Rádios Universitárias«Esta foi uma primeira reunião para criação de uma rede de rádios universitárias europeias. Vamos começar pelo mais simples, que é a partilha de música nacional, através das outras rádios. Esperamos que haja um segundo encontro, já em dezembro, para aprofundarmos a colaboração», revelou.

«A intenção foi que as rádios universitárias europeias se juntassem. Neste primeiro encontro, só havia sete países, mas a intenção é alargar. Mas, por outro lado, havia pessoas que representavam associações de rádios universitárias dos seus países: mais de 20 italianas, 26 espanholas, mais de 60 do Reino Unido e quase 30 francesas», acrescentou Pedro Duarte. Além de Portugal, Itália, Espanha, Reino Unido e França, estiveram representadas a Alemanha e a Polónia.

Um dos próximos passos será alargar a partilha de conteúdos à divulgação científica, um dos pontos centrais da discussão dos representantes de rádios universitárias que estiveram em Perugia.

«A divulgação científica é, pelo que percebemos, uma preocupação partilhada por quase todas as rádios universitárias. Até porque algumas são mesmo detidas pelas Universidades que representam, que as utilizam como meio de divulgação da investigação que fazem. Nesta área, a questão dos formatos é muito complicada, pois comunicar ciência nem sempre é fácil. Uma das coisas que falámos foi em arranjar formatos que possam ser partilhados, para se dar a conhecer aquilo que é feito nos diferentes países e academias», segundo o diretor da Rua FM.

University Media FestA rede criada é aberta a rádios FM, como é o caso da RUA e da maioria das rádios universitárias portuguesas (existem em Coimbra, Minho e Trás-os-Montes), mas também a rádios web, um modelo muito comum no centro da Europa.

Agora, a RUA FM tentará transmitir às suas congéneres, a nível nacional, o que foi discutido em Perugia, para que também possam integrar a rede e dar mais força ao projeto.

«Queremos que haja um reconhecimento do papel das rádios universitáriase da sua importância», disse.

Outra questão que foi discutida, foi o financiamento deste tipo de projetos, que também pode ficar a ganhar, com o trabalho em rede. «Acho que podem surgir daqui oportunidades de financiamento para as rádios universitárias, através dos Fundos Comunitários, mas isso só será possível a partir do momento em que esta rede existir, formalmente», ilustrou Pedro Duarte.

 

 

Comentários

pub
pub