Festival de Observação de Aves de Sagres recebeu mais de 950 pessoas de 17 nacionalidades

Mais de 950 pessoas, de 17 nacionalidades diferentes, participaram em 179 atividades, organizadas em quatro dias, com o apoio de […]

DSC_0054Mais de 950 pessoas, de 17 nacionalidades diferentes, participaram em 179 atividades, organizadas em quatro dias, com o apoio de 74 parceiros, tendo sido registadas 137 espécies de aves. Estes são os números do sucesso da quinta edição do Festival de Observação de Aves & Atividades de Natureza, que decorreu de 2 a 4 de outubro, em Sagres, e que «voltou a superar todos os números das edições anteriores».

Mais uma vez, Sagres foi o destino de muitos amantes da natureza, que se reuniram no ponto mais ocidental da Europa para celebrar a migração de aves, que nesta altura deixam os seus locais de nidificação e rumam a África para passar o inverno.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA«Este ano o Festival voltou a superar as expectativas e ultrapassaram-se os números das edições anteriores», salientam os promotores (Câmara Municipal de Vila do Bispo, SPEA e Almargem) e os seus parceiros.

Além dos residentes no Algarve, e oriundos de vários pontos do país, o Festival recebeu participantes de 17 nacionalidades diferentes, tendo muitos deles vindo de propósito para participar no evento ou, em outros casos, encontravam-se de férias na região e aproveitaram para participar no Festival. Ao que o Sul Informação apurou, a maioria dos estrangeiros foram espanhóis, ingleses, alemães e holandeses, mas, este ano, registou-se até a inscrição de um birdwatcher chinês.

Nesta 5ª edição do festival, foram registadas 137 espécies de aves. «Muitas destas espécies são migradores transarianos, que se dirigem para a África tropical, outros são dispersores e/ou invernantes, havendo também muitas espécies residentes e outras migradoras mais tardias, que ainda permanecem na área», salienta a organização.

DSC_0279As três entidades sublinham ainda o «aumento do número de parceiros da rede empresarial de Sagres», num total de 74 parceiros, o que «confirma a importância do evento para a promoção de Sagres e como estímulo da economia local, numa altura do ano que já não é época alta». Os parceiros incluíram 31 restaurantes, 30 alojamentos; 10 lojas e a grande novidade foram os três supermercados.

Aliás, a cadeia de supermercados Alisuper, que este ano apoiou pela primeira vez o Festival, promoveu uma campanha original, colocando grandes aves em madeira, algumas previamente decoradas por crianças das escolas, outras pelos participantes, junto das suas lojas e nos principais locais do certame.

Embora a foco principal continue a ser as aves, este ano o programa voltou a alargar o leque de oferta, incluindo muitas novas iniciativas, tais como atividades náuticas, saídas interpretativas de geologia, arqueologia, história e educação ambiental.

O presidente da Câmara Adelino Soares a libertar uma ave de rapina recuperada no RIAS
O presidente da Câmara Adelino Soares a libertar uma ave de rapina recuperada no RIAS

As atividades mais procuradas continuam a ser as viagens de barco para observação de aves e golfinhos, as saídas para identificação de aves, os mini cursos temáticos, passeios a cavalo ou de burro de carga, as sessões de anilhagem científica e a monitorização de aves.

O espaço de exposições que contou com fotografias e quadros de quatro autores diferentes mereceu visita e elogios de todos os visitantes.

Esta edição voltou a contar com a «preciosa colaboração» da Associação de Turismo do Algarve que voltou a organizar uma press fam, que contou com nove jornalistas e operadores turísticos especializados em Birdwatching e Turismo de Natureza.

Esta ação pretende dar a conhecer locais e valores naturais da região e, assim, estimular o crescimento de formas de turismo alternativos ou complementares ao Sol & Praia.

DSC_0013

Comentários

pub
pub