Dois algarvios pela primeira vez na direção do ICOM Portugal

Dália Paulo e José Gameiro foram ontem eleitos para a nova direção da Comissão Nacional Portuguesa do Conselho Internacional de […]

Dália Paulo e José Gameiro foram ontem eleitos para a nova direção da Comissão Nacional Portuguesa do Conselho Internacional de Museus (ICOM) para o triénio 2014-2017, sendo esta a primeira vez que os corpos gerentes integram dois diretores de museus do Algarve.

Dália Paulo, diretora do Museu Municipal de Loulé, e José Gameiro, diretor do Museu Municipal de Portimão, integraram, como vogais, a lista A, encabeçada por José Alberto Ribeiro, diretor do Palácio Nacional da Ajuda, que substitui no cargo Luís Raposo, anterior diretor do Museu Nacional de Arqueologia.

José Gameiro explicou, em declarações ao Sul Informação, que esta direção do ICOM Portugal integra «a participação de profissionais de fora dos grandes centros», nomeadamente dos dois algarvios, o que é inédito. «Não há só pessoas representantes dos grandes museus nacionais, há também profissionais dos museus das regiões».

Dália Paulo acrescentou que a nova direção integra «profissionais dos museus vindos de projetos de dimensões variáveis, relacionados com as autarquias», como é o seu caso e o do diretor do Museu de Portimão.

«Poderemos assim trazer a reflexão para o Algarve e dar ao Algarve um bocadinho dessa reflexão», acrescentou. «A grande mais valia é que poderemos participar na discussão do pensamento museológico da atualidade».

«O Algarve é uma região com um passado e um presente muito diferente das restantes regiões portuguesas. Por outro lado, não há nenhum Museu Nacional no Algarve, pelo que é importante fazer ouvir a nossa voz e partilhar a nossa experiência num órgão nacional como o ICOM»., disse ainda a diretora do Museu de Loulé.

Quanto às vantagens que a presença dos dois museólogos algarvios terá para a região, Dália Paulo revelou que o debate e a discussão sobre os museus e os desafios que se lhes colocam nos tempos atuais será trazido ao Algarve, de maneira mais formal ou informal, «mas não foram ainda definidas datas nem eventos concretos».

O programa dos novos corpos gerentes do ICOM Portugal tem três grandes objetivos: continuar a afirmação do ICOM PT como organização atenta e atuante às questões da museologia e da comunidade museológica em Portugal, afirmar a relevância dos profissionais de museologia e incentivar os processos de comunicação museológica em Portugal e no mundo Lusófono.

Os novos dirigentes do ICOM PT propõem-se ainda estar muito atentos aos profissionais de museus, sendo mesmo essa a sua «linha programática prioritária, dado que o momento atual que os profissionais de museus portugueses atravessam requer uma atenção particular sobre as suas carreiras ou percursos, as possibilidades presentes de trabalho e as oportunidades futuras de desenvolvimento».

 

O que é o ICOM?

Criado em 1946, o ICOM (Conselho Internacional de Museus) é a única organização internacional que representa os museus e seus profissionais à escala mundial.

O ICOM é uma organização internacional não-governamental que mantém relações formais com a UNESCO. No seio das Nações Unidas, o ICOM tem um estatuto consultivo no Conselho Económico e Social. Em Portugal, o ICOM é representado pela sua Comissão Nacional.

O ICOM é um fórum diplomático que reúne representantes de 137 países e territórios, um padrão de excelência para os museus, incluindo em termos de ética (Código de Deontologia para Museus).

É também uma rede única de mais de 30 mil profissionais de museus em todo o mundo, bem como um centro de intercâmbio de inteligência mundial composto por 31 Comités Internacionais que representam as especialidades dos museus.

O ICOM desenvolve missões de serviço público internacional, mais particularmente na luta contra o tráfico ilícito de propriedade cultural, bem como programas de emergência em caso de desastres naturais ou conflitos armados.

 

Novos corpos gerentes do ICOM PT:

Direção

Presidente – José Alberto Ribeiro

Secretário – Joana Sousa Monteiro

Tesoureiro – Mário Nuno Antas

Vogal – Dália Paulo

Vogal – José Gameiro

 

Assembleia- Geral

Presidente – Clara Camacho

Vice-Presidente – Maria de Jesus Monge

1º Secretário – Ana Carvalho

2º Secretário – Pedro Pereira Leite

 

Conselho Fiscal

Presidente – Agostinho Ribeiro

Vogal – Alexandre Matos

Vogal – Manuel Oleiro

 

 

Comentários

pub
pub