João Guerreiro lidera grupo de trabalho para internacionalização das universidades

O ex-reitor da Universidade do Algarve (UAlg) João Guerreiro, foi nomeado coordenador do grupo de trabalho que tem por objeto […]

O ex-reitor da Universidade do Algarve (UAlg) João Guerreiro, foi nomeado coordenador do grupo de trabalho que tem por objeto a conceção da estratégia de internacionalização do ensino superior português. A nomeação foi decretada pelo ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional Luís Miguel Poiares Maduro e pelo ministro da Educação e Ciência Nuno Crato.

O ainda professor universitário , desempenhou funções como reitor da UAlg até final do ano passado, depois de ter cumprido dois mandatos, um dos quais incompleto devido à reestruturação da orgânica da universidade, que levou à criação do Conselho Geral, órgão de governação que passou a ter a competência de escolher a equipa reitoral.

Na opinião de João Guerreiro, segundo uma nota da Universidade do Algarve, esta nomeação «traduz o interesse que o Governo coloca na clarificação de mecanismos que irão facilitar a internacionalização das universidades e dos institutos politécnicos, e responde a um conjunto de reflexões que aquelas instituições, através do CRUP, do CCISP e da APESP, têm apresentado nos últimos anos».

«O ensino superior não só poderá ampliar a sua participação no fluxo de serviços que são exportáveis, como também deverá valorizar o recente desempenho ímpar na área da produção de ciência, o crescente relacionamento externo, a afirmação de um multiculturalismo e também, no âmbito da CPLP, a reforço da importância global da língua portuguesa», acredita o ex-reitor da UAlg

O grupo de trabalho coordenado por João Guerreiro é ainda composto por José Manuel Trindade Neves Adelino, professor da Universidade Nova de Lisboa; Nuno Ribeiro de Matos Venade, assessor do Ministro Miguel Poiares Maduro, Ricardo Jorge Morgado da Costa, assessor do Secretário de Estado do Ensino Superior; Ana Isabel Saiote Furtado Mateus, da Direção Geral do Ensino Superior.

No Programa do Governo foi inscrito como objetivo, no âmbito do ensino superior, a necessidade de se proceder «à racionalização da rede de instituições e sua internacionalização», a qual se encontra ligada à qualidade e à competitividade de Portugal, tendo sido identificada como área prioritária a mobilidade, no que toca designadamente a «manter os programas de mobilidade, encorajando a internacionalização de estudantes e professores sobretudo nas áreas em que ela seja mais incipiente».

Um desígnio também defendido pela União Europeia, que já afirmou que «desenvolver uma estratégia global de internacionalização significa, acima de tudo, posicionar as Instituições de Ensino Superior (IES), os seus alunos, investigadores e pessoal, e os sistemas nacionais, ligados às várias atividades relevantes relacionadas com a investigação, a inovação e o ensino superior, num plano mundial, de acordo com o seu perfil individual, as necessidades do mercado de trabalho e a estratégia económica do país».

O Despacho de nomeação, publicado em Diário da República, 2ªsérie, de 12 de março, refere que «importa, assim, delinear uma estratégia de internacionalização do ensino superior português, a qual, dando suporte às decisões que o Governo pretende tomar nesta matéria, designadamente, no que respeita à utilização para este efeito de Fundos Europeus Estruturais e de Investimento no âmbito do futuro Programa ‘Portugal 2020’que exige uma preparação cuidada e rigorosa, sobretudo quanto à sua contextualização, otimização e atualização, bem como a sua coordenação com outras fontes de financiamento no quadro nacional, europeu e internacional».

 

Breve Currículo de João Guerreiro:

João Pinto Guerreiro é licenciado em Geografia pela Universidade de Lisboa, Master of Science em Ordenamento Rural e Ambiente, doutor em Ciências Económicas e Agregado em Economia Regional pela Universidade do Algarve. Além de ter sido reitor da UAlg, já exerceu diversas funções no âmbito da gestão universitária, destacando-se as de Presidente do Conselho Diretivo da Unidade de Ciências Económicas e Empresariais, atual Faculdade de Economia, de Pró-Reitor para a transferência de tecnologia e inovação e as de Coordenador do Centro Regional para a Inovação do Algarve. Foi também presidente da então Comissão de Coordenação da Região do Algarve, atualmente Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve.

Comentários

pub
pub