PCP recorda ao Governo que prometeu intervir na Ribeira de Alcantarilha

O PCP quer que o Governo revele quais as medidas que foram tomadas para promover a regeneração ambiental do Sapal […]

O PCP quer que o Governo revele quais as medidas que foram tomadas para promover a regeneração ambiental do Sapal de Armação de Pêra e da Ribeira de Alcantarilha e recordou a recomendação nesse sentido aprovada pela Assembleia da República em março do ano passado.

Os comunistas voltam a abordar este assunto na sequência do forte temporal que afetou a região algarvia e que fez com que a zona baixa da vila de Armação de Pêra ficasse «mais uma vez inundada». «Estas inundações ocorrem frequentemente, quando chuvas intensas provocam a subida do nível das águas na Ribeira de Alcantarilha», ilustram.

O PCP quer saber como é que o Governo pretende resolver este problema, até porque a solução tem passado por abrir a barra da Ribeira de Alcantarilha, «permitindo, assim, o escoamento para o mar do excesso de água».

«Contudo, esta solução tem também as suas consequências negativas, como, por exemplo, aquelas verificadas em finais de agosto de 2013, quando a abertura da barra da Ribeira de Alcantarilha e consequente contaminação da água do mar levou a que várias praias, em plena época balnear, fossem interditadas a banhos», lembraram os parlamentares comunistas.

O Grupo Parlamentar comunista que ainda saber quais «as medidas concretas que o Governo implementou ou está a implementar» para cumprir a resolução e quanto tempo demorarão,, bem como saber quais os estudos efetuados, como vão ser resolvidos os problemas de poluição e regularizado o caudal da Ribeira de Alcantarilha e quando será aberta em permanência a barra da Ribeira de Alcantarilha de modo a permitir que a foz deste curso de água volte a funcionar como uma maternidade piscícola.

«Passados mais de 10 meses é necessário avaliar as ações levadas a cabo pelo Governo para a implementação desta Resolução da Assembleia da República», justificam os comunistas.

«Num passado não muito longínquo, a foz da Ribeira de Alcantarilha foi uma importante maternidade piscícola que alimentava a baía de Armação de Pêra e a atividade da comunidade local de pescadores. A manutenção da barra aberta em permanência seria fundamental para permitir que a foz da Ribeira de Alcantarilha voltasse a funcionar como uma maternidade piscícola», acrescenta o Grupo Parlamentar do PCP.

Comentários

pub
pub