Rogério Bacalhau volta a juntar coligação que ganhou a Câmara de Faro em 2009

Quatro partidos e um movimento cívico assumiram esta quarta-feira a coligação «Juntos por Faro» que irá apoiar a candidatura de […]

Quatro partidos e um movimento cívico assumiram esta quarta-feira a coligação «Juntos por Faro» que irá apoiar a candidatura de Rogério Bacalhau a presidente da Câmara da capital algarvia.

PSD, CDS-PP, MPT, PPM e MIM (Movimento de Independentes do Montenegro) assinaram um acordo eleitoral e reeditaram a parceria encetada há cerca de quatro anos, para apoiar a candidatura de Macário Correia.

O atual presidente da Câmara de Faro não esteve presente na sessão, à semelhança do que já havia acontecido no lançamento da candidatura de Rogério Bacalhau.

Na altura, Macário Correia deixou uma declaração escrita e a sua ausência foi justificada com um compromisso pré-assumido, que o levou a Évora. Desta vez, não houve declaração nem foi abordada a razão da sua ausência nas comunicações que foram feitas.

Na cerimónia que teve lugar junta à Doca de Faro, foram ainda divulgados os nomes dos candidatos da coligação às diferentes juntas de freguesia de Faro, que são agora quatro, depois das fusões decretadas pelo Governo.

No Montenegro, não há surpresas e Steven Piedade irá recandidatar-se ao cargo de presidente que agora ocupa. Para concorrer a Santa Bárbara de Nexe, o escolhido é Amaro Joaquim Ruivinho.

Na união de freguesias Sé/São Pedro a candidata é Helena Louro e na freguesia que resultará da fusão de Estoi com a Conceição, a coligação «Juntos por Faro» avança com Vitorino da Conceição Inácio como cabeça-de-lista.

Já os nomes que acompanharão o atual vice-presidente da autarquia na sua lista de candidatura à Câmara de Faro ainda não são conhecidos.

O acordo eleitoral foi assinado por Cristóvão Norte, deputado e Presidente do PSD Faro, Francisco Pinheiro, Presidente do CDS/PP Faro, José Faria, coordenador Nacional do Partido da Terra, Mário Ribeiro, líder regional do Partido Popular Monárquico e João Amaro, pelo MIM.

«Em Faro, até ontem existiam o PSD, o CDS/PP, o MPT, o PPM e o MIM. A partir de hoje existe apenas FARO. E será Juntos por Faro que vamos construir e implementar um projeto comum de desenvolvimento da nossa terra», considerou Rogério Bacalhau, no discurso que fez para assinalar a ocasião.

Já o presidente do PSD/Faro Cristóvão Norte lembrou que «dos 308 municípios portugueses, só há um que tenha uma coligação que junte mais de quatro forças políticas», um sinal, alegou, do consenso gerado em torno de Rogério Bacalhau.

O candidato aproveitou para reforçar algumas das ideias que já havia avançado no lançamento da sua candidatura, nomeadamente a intenção de dar uma atenção especial à área social, caso seja eleito e de apostar na dinamização do setor turístico, em Faro.

Comentários

pub
pub