Concelhia da CDU exige «toda a verdade» no caso da Portimão Urbis

A comissão concelhia de Portimão da CDU exige que «seja apurada a verdade» sobre o caso que envolve o vice-presidente […]

A comissão concelhia de Portimão da CDU exige que «seja apurada a verdade» sobre o caso que envolve o vice-presidente Luís Carito e o vereador Jorge Campos da Câmara de Portimão, bem como outras três pessoas.

«A fim de que a população seja totalmente esclarecida, a comissão de Portimão da CDU exige que seja apurada a verdade sobre os motivos que conduziram a tal iniciativa judicial», salientam os comunistas em comunicado.

Cinco pessoas foram ontem detidas pela Polícia Judiciária, na sequência de buscas na Câmara de Portimão e na residência dos dois autarcas, num caso em investigação por parte do DCIAP e que terão a ver com contratos da empresa municipal Portimão Urbis, referentes à Cidade do Cinema.

Os cinco detidos estão neste momento a ser ouvidos pelo juiz Carlos Alexandre do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), no Campus de Justiça, em Lisboa, para que lhes sejam aplicadas as medidas de coação.

São suspeitos de «corrupção, administração danosa, branqueamento e participação económica em negócio», segundo esclareceu hoje a Procuradoria-Geral da República em comunicado.

Comentários

pub
pub