Santos Populares dão mote a passeio e demonstração culinária em Tavira

Santo Estevão, em Tavira, recebe a 8 de junho às 14h30 a iniciativa «Santos populares, aromas e benzeduras», que se […]

Santo Estevão, em Tavira, recebe a 8 de junho às 14h30 a iniciativa «Santos populares, aromas e benzeduras», que se insere no ciclo de passeios e oficinas sobre os saberes-fazeres da cozinha mediterrânica «Passeios e Comeres da Dieta Mediterrânica».

No mês dos santos populares, os aromas, sabores e cores a eles associados estão em destaque e motivam mesmo uma demonstração culinária, a ter lugar a 22 de junho, no Museu Municipal de Tavira – Palácio da Galeria.

«No passeio exploram-se as plantas aromáticas e terapêuticas, os rituais, ditos e fazeres caraterísticos do período do solstício e das festas dos Santos Populares. Na demonstração culinária prepara-se uma “caracolada”, petisco apreciado nos arraiais dos Santos Populares», descreveu a Câmara de Tavira, numa nota de imprensa.

O passeio «Santos populares, aromas e benzeduras» vai ser orientado por Maria do Rosário Cavaco, Maria Tolentina Pereira e Lourdes Lutegarda e terá uma duração aproximada de duas horas. O uso de roupa e calçado confortáveis é aconselhado e cada participante deverá levar merenda, água e proteção solar.

Já a demonstração culinária será orientada por Anabela Drago e José Drago. Ambas as ações surgem no seguimento da exposição “Dieta Mediterrânica- Património Cultural Milenar” e destinam-se ao público em geral e os interessados podem inscrever-se através email edu.museus@cm-tavira.pt e na receção do Museu Municipal de Tavira/ Palácio da Galeria.

Uma mostra que procura dar a conhecer «o conceito de espaço cultural e de estilo de vida mediterrânico milenar, um património cultural imaterial transmitido de geração em geração e os seus aspetos sociais e religiosos, os alimentos sagrados e as suas simbologias, os produtos do mar e da terra que dão suporte a um regime alimentar de excelência reconhecido pela OMS – Organização Mundial de Saúde».

«O enfoque central é o território e os múltiplos patrimónios de Tavira, os testemunhos da presença de civilizações da antiguidade, as paisagens culturais e os produtos da Ria Formosa, as produções do barrocal e da serra, as festividades e práticas culturais que fundamentam a escolha de Tavira como comunidade representativa de Portugal na Candidatura da Dieta Mediterrânica a Património Cultural Imaterial da Humanidade apresentada, em março de 2012, na sede da UNESCO», ilustrou a autarquia.

Comentários

pub