Associação mutualista “A Lacobrigense” comemora o seu 75º aniversário

A associação mutualista “A Lacobrigense” assinala, no final de mio, o seu 75º aniversário, com uma conferência e uma exposição […]

A associação mutualista “A Lacobrigense” assinala, no final de mio, o seu 75º aniversário, com uma conferência e uma exposição no Centro Cultural de Lagos, que reunirá uma parte do espólio e património que marcou a história desta instituição ao longo dos últimos 75 anos.

No dia 31 de maio, “A Lacobrigense” tem prevista a realização de um Seminário subordinado ao tema “Economia Social – Qual o papel das organizações sem fins lucrativos no século XXI”, a decorrer entre as 14h30 e as 18h00 no Auditório do Centro Cultural de Lagos, que contará com o desenvolvimento de dois painéis durante a tarde.

O Painel 1, dedicado à “Economia Social”, terá como oradores: Júlio Barroso (presidente da Câmara Municipal de Lagos), Ofélia Ramos (diretora do Centro Distrital SS de Faro); Tomás Correia (presidente do CA do Montepio Geral) e José Alberto Pitacas (Montepio Geral).

O Painel 2, dedicado ao tema do “Mutualismo”, será debatido por representantes da Assembleia de Juventude: Mariano Reto (presidente do Conselho de Administração da Mutualidade da Moita); Henrique Oliveira Pegas (atuário) e Manuel Fuzeta (presidente da Direção de A Lacobrigense).

A inscrição para o seminário é gratuita, mas obrigatória, e deverá ser realizada até ao dia 29 de maio (seminário.esocial@alacobrigense-asm.pt / 282 764 826 ou 961 653 730).

Também neste dia será inaugurada a exposição “A Lacobrigense, Associação de Socorros Mútuos – 75 anos ao serviço da comunidade (1938 – 2013)”, que estará patente ao público no Centro Cultural de Lagos até ao dia 26 de Julho, e reunirá uma parte do espólio e património que marcou a história desta instituição ao longo deste período.

A associação mutualista «A Lacobrigense» tem vindo a desenvolver, desde a década de trinta do século passado, um conjunto de projetos e atividades que visam o apoio a diferentes pessoas e entidades que a ela recorrem, em particular, ao nível da assistência medicamentosa e médica. No entanto, outros apoios de índole social têm sido também objeto de estudo e intervenção por parte desta associação.

Com Alvará de 17 de julho de 1938, e estatutos aprovados por Alvará de 4 de dezembro de 1939, «A Lacobrigense», Associação de Socorros Mútuos, tem as suas raízes na “Irmandade do Corpo Santo dos Mareantes e Pescadores da Cidade de Lagos” (1749), no Montepio Artístico Lacobrigense (1877), no Real Compromisso Marítimo de Lagos (1894) e, também, no “Compromisso Marítimo e Artístico de Lagos” (1932).

Comentários

pub