PSP algarvia assina protocolo de colaboração com associação de estrangeiros residentes

O Comando Distrital de Faro da PSP e a associação Safe Communities Algarve assinaram um protocolo esta quinta-feira, com o […]


O Comando Distrital de Faro da PSP e a associação Safe Communities Algarve assinaram um protocolo esta quinta-feira, com o objetivo de trabalhar em conjunto «para promover comunidades mais seguras, melhorar a sensibilização para a segurança e reduzir o risco de se tornar vítima de um crime».

Este projeto é especialmente orientado aos estrangeiros residentes na região, muitos dos quais «podem não estar cientes do trabalho da PSP e de que forma importante é que podem ajudar a polícia», segundo ilustrou numa nota de imprensa a PSP algarvia.

Assim, a PSP e a associação vão promover «uma melhor informação e consequente participação e apoio para o trabalho que a polícia faz».

No âmbito do protocolo assinado hoje, a PSP vai criar um folheto informativo, cuja distribuição à comunidade estrangeira ficará a cargo da Safe Communities Algarve, que «além de dar todo o apoio aos residentes estrangeiros, tem uma ação importante no apoio e divulgação» destas mensagens.

Entre os conselhos dados no flyer, estão «as condições a que devem obedecer as empresas que prestam serviços de segurança, assim como alguns conselhos nas escolhas de sistemas de alarme e eventuais obrigações legais» daí decorrentes.

A aproximação das forças policiais à comunidade estrangeira residente já havia sido abordada  pelo Ministro da Administração Interna Miguel Macedo na sua última visita à região, há cerca de 3 semanas.

Na altura, o membro do Governo falou com o representante da Safe Communities Algarve e elogiou o esforço de aproximação e cooperação que tem vindo a ser feito pelas diferentes forças policiais neste campo. Tanto a GNR como a PSP apresentaram, na reunião com o membro do Governo, projetos que visam melhorar o apoio aos visitantes e residentes estrangeiros.

Comentários

pub
pub