Galeria Trem acolhe exposição de obras feitas com «objetos do quotidiano»

A exposição «Impróprio para Consumo», vai dar a conhecer a arte de Jorge Mestre Simão, Ângelo Gonçalves e Tatiana Barreiros […]

A exposição «Impróprio para Consumo», vai dar a conhecer a arte de Jorge Mestre Simão, Ângelo Gonçalves e Tatiana Barreiros na Galeria Trem, em Faro, a partir de dia 18 de abril.

A inauguração está marcada para a próxima quinta-feira às 18h30 e mostra trabalhos de artistas que utilizam objetos do quotidiano para criar obras de arte.

Os três artistas cujas obras serão expostas usam «criativamente o papel dos objetos no mundo, reconfigurando-os e reiterando a ideia do artista como um recolector que se apropria do que vê e transforma o comum no inusitado», descreveu o Centro de Investigação em Artes e Comunicação (CIAC) da Universidade do Algarve, que promove o evento.

«Fazendo arte com o que sobra os três artistas apresentam ao público um produto verdadeiramente impróprio para consumo», acrescentou.

 

Biografias:

Tatiana Barreiros (1985)

Licenciou-se em Artes Visuais na Ualg em julho de 2011. Desenvolve trabalhos nas áreas da performance, instalação e desenho. (Não é uma artista emergente porque nunca submergiu).

 

Ângelo Gonçalves (1973)

Em 2012 termina a licenciatura em Artes visuais na Universidade do Algarve. Trabalha com a exploração de materiais diversos criando esculturas e objetos escultóricos, bem como desenvolve um trabalho em desenho e pintura.

 

Jorge Mestre Simão (1984)

Licenciou-se em Artes Visuais em 2009 pela Universidade do Algarve e adquiriu o grau de mestre em 2012 pela Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha. Desenvolve trabalho em áreas tão distintas como pintura, desenho, escultura, fotografia e vídeo. O seu trabalho mais recente, independentemente do medium que utiliza, centra-se na repetição do gesto. No desmontar do gesto e da repetição que criam rituais autónomos e intuitivos.

Comentários

pub
pub