Papa Bento XVI resigna e deixa funções a 28 de fevereiro (oficial)

Bento XVI anunciou hoje numa reunião com cardeais a sua decisão de resignar ao cargo a partir do dia 28 […]

Bento XVI anunciou hoje numa reunião com cardeais a sua decisão de resignar ao cargo a partir do dia 28 de fevereiro, abrindo assim caminho para a eleição de um novo Papa.

“Cheguei à conclusão de que as minhas forças, por causa da idade avançada, já não são adequados para exercer de forma apropriada o ministério petrino”, refere, num texto publicado pela Rádio Vaticano.

O Papa revelou a sua decisão durante o consistório (encontro com cardeais) que tinha sido convocado para decidir três causas de canonização.

Bento XVI admitiu que este é um momento “de grande importância para a vida da Igreja” e diz ter chegado à conclusão de ser melhor resignar “após ter repetidamente examinado a minha consciência diante da Deus”.

Joseph Ratzinger, que foi eleito em abril de 2005 para suceder a João Paulo II, vai completar 86 anos de idade dentro de dois meses.

Segundo o padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, «o Papa anunciou que renunciará a partir das 20h00 (19h00 em Portugal) do dia 28 de fevereiro», naquele que pode ser considerado um anúncio quase sem precedentes na Igreja Católica.

Portanto, a partir das 20h00 (menos uma em Lisboa) do dia 28 de fevereiro, a Igreja fica em estado de “Sé Vacante”, sendo convocado um Conclave para a eleição de um novo Papa.

O conclave deverá ter lugar em meados do mês de março, já que período entre a resignação e a eleição do sucessor deverá ser «o mais breve possível», até porque durante esse período não haverá Papa em funções, precisou também o Vaticano.

Ao longo da história da Igreja de Roma, apenas por duas vezes um Papa pediu a sua renúncia. O último papa a renunciar foi Gregório XII em 1409.

O Papa Bento XVI, nascido na Alemanha com o nome de Joseph Alois Ratzinger, foi eleito papa no dia 19 de Abril de 2005.

Foi eleito como o 265º Papa com a idade de 78 anos e três dias, sendo o atual Sumo Pontífice da Igreja Católica, sucedendo ao Papa João Paulo II, no conclave de 2005, que terminou no dia 19 de Abril.

É o sexto e talvez o sétimo (segundo a procedência de Estêvão VIII, de quem não se sabe se nasceu em Roma ou na Alemanha) papa alemão desde Vítor II.

Trata-se do um dos pontificados mais curtos desde os inícios do século XX, tendo o mais curto sido o de João Paulo I, que morreu em 28 de setembro de 1978, cerca de um mês depois de iniciar funções, em circunstâncias ainda hoje algo misteriosas.

 

Autor: Agência Ecclesia com Sul Informação

 

Comentários

pub
pub