Ruben Faria em 4º já espreita o pódio do Dakar2013

Ruben Faria (KTM/Red Bull) subiu hoje ao 4º posto da geral, logo atrás do seu companheiro de equipa, o francês […]

Ruben Faria (KTM/Red Bull) subiu hoje ao 4º posto da geral, logo atrás do seu companheiro de equipa, o francês Cyril Despres, depois de ter terminado a 5ª etapa em 13º lugar.

Na tirada desta quarta-feira, que ligou Arequipa (Peru) a Arica (Chile), e teve um total de 411 km, dos quais 275 km de especial cronometrada, o melhor português voltou a ser Hélder Rodrigues (Honda), que cortou a meta em 8º e com esta prestação voltou a subir na tabela, para 12º.

Mas o melhor piloto português na Geral continua a ser o algarvio Ruben Faria. Com o resultado da etapa de ontem, tudo apontava para que Ruben Faria parasse cerca de 12 minutos à espera de Cyril Despres, mas uma estratégia diferente entre ambos os pilotos apanhou todos de surpresa e Ruben apenas teve que rolar e controlar os seus adversários mais diretos.

Esta reviravolta na estratégia coloca Ruben Faria numa posição privilegiada para apoiar Cyril Despres e, ao mesmo tempo, conseguir um bom resultado final. A geral é comandada por Olivier Pain (Yamaha), tendo David Casteu (Yamaha) em 2º, Cyril Despres (KTM) em 3º, e Ruben Faria (KTM) em 4º.

Na etapa de hoje, que ficou também marcada pela entrada da caravana no Chile, Paulo Gonçalves (Husqvarna) terminou em 14º e subiu para a 16ª posição da geral, enquanto Mário Patrão chegou em 28º, e ascendeu na tabela para 51º. Até à hora de publicação desta notícia ainda não havia informação sobre Bianchi Prata.

Ruben Faria considerou que «foi mais um bom dia para a equipa e principalmente para mim, pois subi mais um pouco na geral. A etapa era dura, com muito pó, pedras e algumas passagens de ribeiras. Consegui um bom ritmo desde o início, sempre sem arriscar, o que me garantiu não perder muito tempo para os primeiros».

«Continuo muito bem fisicamente e a minha KTM está cada vez melhor. Amanhã voltam outra vez as dunas, o que significa atenção redobrada na navegação», acrescentou.

Por sua vez, na sua página de Facebook, Hélder Rodrigues comentou: «Estou satisfeito. Consegui recuperar mais umas boas posições e fui dos primeiros a chegar ao final da especial. Esta foi uma etapa em que o cenário mudou radicalmente. Era um sector seletivo relativamente curto, mas com algumas partes bem complicadas. Vim muito tempo atrás do Farres e só na parte final consegui passar para a frente dele e ficar liberto do pó que a sua moto levantava».

Nos automóveis, esta 5ª etapa foi ganha pelo espanhol Nani Roma (Mini), tendo o português Carlos Sousa (Great Wall) terminado na 10ª posição. Apesar de tudo, o francês Stephane Peterhansel (Mini) mantém a liderança da Geral, enquanto Sousa é 11º.

Amanhã disputa-se a 6ª etapa entre Arica e Calama, que terá um total de 767 km dos quais 454 km de especial cronometrada.

Será uma etapa totalmente disputada em território chileno e que marca o regresso das dunas e do deserto de Atacama. A primeira moto irá para a estrada às 04h30 locais, 09h30 em Portugal Continental.

 

Classificação 5ª Etapa
1º Casteu, Yamaha 01:39:42
2º Pain, Yamaha 01:40:51
3º Pedrero, KTM 01:42:40
(…)
13º Ruben Faria, KTM 01:45:46

 

Classificação geral após a 5ª Etapa
1º Pain, Yamaha 11:51:29
2º Casteu, Yamaha 11:52:44
3º Despres, KTM 11:57:36
4º Ruben Faria, KTM 12:05:03

 

Veja todas as fotos do Dakar2013 na Fotogaleria em Destaque aqui ao lado (todos os dias são incluídas mais imagens) >>>>>

 

Atualizado às 19h56, acrescentando as declarações de Hélder Rodrigues.

Atualizado às 20h06, acrescentando a informação sobre Carlos Sousa.

 

 

 

Comentários

pub