Mais de 600 pessoas aderiram à concentração da Greve Geral em Faro

Mais de 600 pessoas aderiram hoje à concentração convocada pela União de Sindicatos do Algarve (USAL) para Faro, no âmbito […]

Mais de 600 pessoas aderiram hoje à concentração convocada pela União de Sindicatos do Algarve (USAL) para Faro, no âmbito da Greve Geral que decorre hoje em Portugal e diversos países Europeus.

O protesto atingiu o auge de adesão durante o desfile que percorreu a Baixa de Faro e terminou no Jardim Manuel Bivar, de onde havia partido.

Gritando palavras de protesto contra o Governo e a Troika, os manifestantes empunharam cartazes com mensagens no mesmo sentido, mas onde não faltaram referências ao carácter internacional da paralisação.

Além de diversos sindicatos, juntaram-se a plataforma «Que se Lixe a Troika», que realizou um «desfile fúnebre», em que “enterrou” simbolicamente a Democracia e o Estado Social, num desfile que acabou junta da concentração da USAL.

Após o desfile, vários dirigentes sindicais fizeram um balanço da Greve nos seus setores de atividade. A concentração prevê ainda a atuação de diversos artistas populares,  junto ao Coreto da Doca de Faro.

Comentários

pub
pub