VRSA vai pedir 25 milhões para pagar dívidas de curto prazo

A Câmara de Vila Real de Santo António (VRSA) preparar-se para pedir 25 milhões de euros ao abrigo do Plano […]

A Câmara de Vila Real de Santo António (VRSA) preparar-se para pedir 25 milhões de euros ao abrigo do Plano de Apoio à Economia Local (PAEL) para pagamento de dívidas de curto prazo.

Segundo o presidente da autarquia Luís Gomes, a candidatura foi concluída na passada semana pelos serviços camarários e será submetida ao programa lançado recentemente pelo Governo depois de ser submetido à aprovação dos órgãos municipais.

Segundo revelou ao Sul Informação Luís Gomes, à margem da apresentação do projeto Jessica para o centro histórico de VRSA, a candidatura foi concluída na quarta-feira «já de madrugada» e a verba a pedir será de 25 milhões de euros, «o valor que nos foi consignado». «Ainda vai  à Câmara e à Assembleia Municipal», disse.

O PAEL é um programa de financiamento lançado pelo Governo ao qual as autarquias podem concorrer, para pagar dívidas de curto prazo vencidas. Para aceder a este instrumento, os municípios têm de alinhar num Plano de Reequilíbrio Financeiro, que VRSA já tem em marcha.

Segundo Luís Gomes, as receitas do município que lidera desceram «50 por cento» em relação a «2004, 2005 e 2006», uma situação que tem dificultado a vida à autarquia. Mas, em virtude das medidas já implantadas, ao abrigo do Reequilíbrio Financeiro, já foi possível «poupar 40 por cento da verba gasta em vencimentos», para além de outras poupanças, assegurou.

Comentários

pub
pub