Candidaturas para residências de criação artística abrem em Loulé

As inscrições para residências de criação artística no CECAL – Centro e Experimentação e Criação Artística de Loulé, na antiga […]

As inscrições para residências de criação artística no CECAL – Centro e Experimentação e Criação Artística de Loulé, na antiga Casa do Pombal, Parque Municipal de Loulé, estão já abertas.

Trata-se de uma iniciativa do Município que pretende acolher profissionais na ótica da pesquisa, da experimentação e da produção artísticas, dando-lhe apoio na produção.

Podem candidatar-se a esta iniciativa todas as pessoas e/ou entidades locais, regionais, nacionais ou internacionais ligadas à vertente das artes e respetivas áreas de trabalho artístico (artistas plásticos, fotógrafos, escritores, arquitetos, etc.).

Assim, numa primeira fase, vão ser desenvolvidos projetos de residência de longa duração (de junho a agosto) e de curta duração (nos meses de junho e agosto), nas áreas das artes plásticas, da fotografia, vídeo ou som, numa vertente que poderá ser multidisciplinar e serão valorizados os projetos que operem uma reflexão ou que tomem como objeto de trabalho o território plural do Concelho de Loulé.

Uma câmara escura, duas salas multiusos/ateliers, duas celas, uma sala estúdio de música são espaços que integram o CECAL e que vão estar ao serviço dos residentes artísticos.

No final do período de criação, os artistas deverão apresentar um relatório final das atividades desenvolvidas e, caso se justifique, preparar uma eventual apresentação pública, no CECAL, no formato de exposição ou outro.

As candidaturas deverão ser dirigidas à coordenação do CECAL, e nelas deverão constar a natureza e apresentação do projeto, currículo, portfolio e a indicação dos espaços a utilizar.

As candidaturas decorrem até 31 de março, sendo o período de avaliação durante o mês de abril. A comunicação da decisão e aceitação decorre no período entre 1 e 31 de maio.

Este Programa de Criação Artística surge no âmbito do Algarve Central, cofinanciado pelo PO Algarve 21, e é um trabalho em rede a nível intermunicipal de articulação dos municípios de Loulé, Faro, S. Brás de Alportel, Olhão e Tavira.

Comentários

pub