Algarve e Alentejo podem duplicar exportações de produtos de pesca e aquacultura

O presidente do Tribunal de Contas Guilherme d’Oliveira Martins esteve na sexta-feira na Fnac do AlgarveShopping para participar na série […]

O presidente do Tribunal de Contas Guilherme d’Oliveira Martins esteve na sexta-feira na Fnac do AlgarveShopping para participar na série de debates «Oportunidades na Crise», promovida pelo NERA Associação Empresarial do Algarve, Fnac Algarve e Soifer Editor, no âmbito da apresentação dos livros «Portugal Rural», «Lucrar na Crise» e «Sair da Crise».

O tema, esta vez, foi «O Mar» e falou-se da aquacultura em águas salobras, próximo à orla, e em offshore.

Jack Soifer narrou o sistema de coleta de óleos de frituras e de oficinas, que após reciclagem para biodiesel, é vendido aos pescadores por menos de meio euro nos países do Norte da Europa.

Disse ainda que, com alguma organização, o setor da Aquacultura, só no Algarve e Alentejo, exportaria o dobro do que hoje importa em todo o País.

Os empresários presentes criticaram a burocracia para os pescadores e mariscadores, a facilidade da pesca ilegal nas nossas águas, as irrisórias quotas dadas pela UE e ainda os preços aviltantes pagos pelas grandes superfícies.

Entre as intervenções, cita-se a do exportador alentejano, comendador António Silvestre, a do oficial da marinha Osvaldo Manuel e a do deputado algarvio do CDS Artur Rego.

Comentários

pub
pub