Presidentes das Câmaras de Odemira e Ourique “estreiam” novas paragens do Alfa Pendular

Os presidentes das Câmaras Municipais de Odemira e Ourique e das Juntas de Freguesia de Garvão e Sabóia vão participar […]

Os presidentes das Câmaras Municipais de Odemira e Ourique e das Juntas de Freguesia de Garvão e Sabóia vão participar amanhã, dia 1 de fevereiro, na viagem do comboio Alfa Pendular, que pela primeira vez pára nas estações de Santa Clara/Sabóia, às 7h59, e da Funcheira, às 8h23.

O Alfa Pendular, que liga Faro a Lisboa e Porto, ganha, a partir desta quarta-feira, e por um período experimental de três meses, quatro novas paragens no Alentejo: Santa Clara/Sabóia (concelho de Odemira), Funcheira (Ourique), Ermidas-Sado e Grândola .

Os presidentes das Câmaras de Odemira e de Ourique afirmam, em nota de imprensa conjunta, que ter sido «na sequência das diligências das autarquias junto da Administração da CP, com o objetivo de salvaguardar a manutenção dos serviços de transporte ferroviário na região» que ficaram garantidas as paragens nas estações do seu concelho.

Os autarcas José Alberto Guerreiro e Pedro do Carmo salientam que, «com esta aposta, a CP visa reforçar os serviços de transporte na linha ferroviária do Sul, tal como já havia garantido em reuniões entre os autarcas e a administração da empresa, no que respeita à ligação do comboio Intercidades».

Realçam também que «a paragem do Alfa Pendular permite não só reforçar os serviços atuais, mas também uma maior abrangência de destinos dos munícipes destes concelhos a outras zonas do país».

Com partida diária de Faro às 7h00, chegada a Lisboa-Entrecampos às 9h57 e ao Porto-Campanhã às 12h44, os autarcas defendem que «esta será uma solução que serve muito melhor a população e terá muita procura».

Por isso mesmo, José Alberto Guerreiro e Pedro do Carmo afirmam que não estão «de acordo com o período experimental. A paragem do Alfa Pendular é fundamental no crescimento da procura e do serviço público de comboio que precisamos nesta região».

Assim, os autarcas pretendem que a decisão de criar novas paragens «não seja temporária e que inclua também uma paragem no sentido Norte-Sul, no último comboio Alfa Pendular do dia».

Comentários

pub
pub