Deputados do PS exigem balanço sobre tráfego na Via do Infante durante primeiro mês de portagens

Os deputados do PS eleitos pelo Algarve exigiram esta quinta-feira ao Governo que apresente um balanço do tráfego registado na […]

Os deputados do PS eleitos pelo Algarve exigiram esta quinta-feira ao Governo que apresente um balanço do tráfego registado na Via do Infante durante o primeiro mês de portagens.

Miguel Freitas e João Soares questionaram ainda o ministro da Economia e Emprego quanto ao eventual prolongamento do regime de isenções para residentes e empresas, enquanto não existir uma alternativa credível a esta estrada na região.

Sublinhando a acentuada redução de automóveis em circulação na Via do Infante desde o dia 8 de dezembro, com o consequente aumento assinalável do recurso à EN 125, os parlamentares exigem que o Governo revele o balanço do tráfego nos primeiros 30 dias de implementação de portagens, relativamente ao mês precedente e ao período homólogo de 2010 e reiteram a posição de responsabilidade do PS Algarve nesta matéria.

“A aplicação de portagens depende de uma alternativa à Via do Infante, o que não se verifica sem a conclusão das obras na EN125, devendo por isso haver um regime de excepção para o Algarve durante o período em que não existirem as devidas condições de alternativa”, reclamam os deputados do PS, para questionar o Ministro quanto ao plano e calendário de obras para a EN125, bem como se o Governo pretende manter na totalidade o que estava contratado com a respetiva concessionária.

Relembrando que, tanto o PSD como o CDS, chegaram a equacionar, respetivamente, a possibilidade de uma “tarifa reduzida” ou da suspensão de portagens na Via do infante, os Parlamentares socialistas insistem na necessidade de manter as isenções e descontos para residentes e empresas com sede na região, tendo questionado o Governo sobre o prolongamento desta medida ou se, em alternativa, está disponível para discutir propostas de redução das tarifas nas SCUT.

Defendendo que a Via do Infante deve ter um programa de investimentos que assegure a melhoria da plataforma e as condições de segurança, Miguel Freitas e João Soares sublinham ainda a necessidade de haver, face à aplicação de portagens, um compromisso de total qualidade desta via.

Os deputados socialistas exigiram por isso esclarecimentos sobre a intervenção do Governo junto da concessionária da Via do Infante, que garanta um Plano de Investimentos para cumprir integralmente os requisitos de qualidade e de segurança na SCUT do Algarve.

Comentários

pub
pub