“Glórias do Fado Algarvio” desfilam este sábado no Cine-Teatro São Brás

Um desfile das “Glórias do Fado Algarvio”, marcado para este sábado, dia 28, no Cine-Teatro São Brás, assinala o arranque […]

Um desfile das “Glórias do Fado Algarvio”, marcado para este sábado, dia 28, no Cine-Teatro São Brás, assinala o arranque da homenagem que o município de São Brás de Alportel presta ao Fado, dedicando-lhe o Programa Cultural de 2012.

Este espetáculo, com início pelas 21h30, inaugura o programa “2012, Ano do Fado”, pela voz de sete fadistas algarvios: Chico Godinho, Estrela Maria, Helena Castro, Helder Coelho, João Marques, Mário Saraiva e Susete Leote, acompanhados por Aníbal Vinhas, na viola de fado, Ricardo Martins, na guitarra portuguesa e Nuno Martins, no baixo.

Hélder Coelho será o primeiro artista a entrar em palco. Natural de Faro, revelou cedo os seus dotes para o fado em concursos de Fado Amador, alcançando a vitória em vários certames.

Em 2002 gravou “Os Fados que te canto”, um trabalho discográfico que contribuiu para o reconhecimento do fadista um pouco por todo o país.

A primeira voz feminina a pisar o palco será Susete Leote, uma fadista multifacetada que participou em teatros de revista, programas televisivos e em espetáculos em Portugal e além-fronteiras, sendo uma referência do Fado e da cultura portuguesa em Holanda e Cabo Verde.

Seguir-se-á Francisco Godinho, um homem do mar. Emigrado na Alemanha durante 13 anos, Godinho levou consigo a paixão pelo Fado, saudade transformada em palavras, que transmitia nas suas atuações, junto das comunidades portuguesas a residir no país.

De regresso a Portugal gravou o seu 1º CD em 2000 e nunca mais parou de promover este símbolo maior da cultura portuguesa.

O espetáculo prossegue pela voz de Estrela Maria, uma fadista com mais de quatro décadas de carreira, que soma inúmeras atuações em Portugal e no estrangeiro e participações em programas e concursos televisivos, tais como o Chuva de Estrelas, Big Show SIC, o Jardim das Estrelas, entre outros.

Segue-se a atuação de João Marques, este fadista desde tenra idade viveu 25 anos na Alemanha e regressou a em 2002, passando a residir no Algarve, em Almancil.

Ao longo da sua carreira, este fadista que encontrou no fado “a melhor forma de transmitir sentimentos e emoções” elevou a música tradicional portuguesa a países como Alemanha, Holanda, Suíça, Bélgica, Luxemburgo e França.

A magia continua com a interpretação de uma lisboeta, natural do tradicional Bairro da Moraria e a viver atualmente no Algarve, Helena Castro.
A cantar desde os 11 anos de idade, Helena Castro estreou-se profissionalmente aos 15 anos, na casa típica do bairro da Graça “O Pinoca”. Mais tarde percorre o Bairro Alto e Alfama em retiros de fado como a Taverna D’el Rei e o Saudoso Poeta.

A sua carreira conta com o lançamento de vários CD’s, atuações no Centro Cultural de Belém, em revistas à portuguesa, tais como “Cultura é cá ca gente” com Camacho Costa, “É pá vai dar banho ao cão” com Óscar Branco, “ Cá vamos cantando e rindo” com José Freixo, participando ainda em duas revistas do Boa Esperança, a convite de Carlos Pacheco, como fadista e autora de textos.

A primeira parte do espetáculo Glórias do fado encerra pela voz de Mário Saraiva, fadista com vários trabalhos editados e umas vasta carreira dedicada a partilhar a cultura e o sentir português através do fado.

A segunda parte do espetáculo retoma com novas interpretações pelos fadistas convidados e encerra com uma desgarrada.

Os ingressos para o espetáculo “Glórias do Fado Algarvio” encontram-se disponíveis na Galeria Municipal, e custam 5 euros, ou na bilheteira do Cine-Teatro São Brás, no próprio dia do espetáculo, pelas 20h30.

Em São Brás de Alportel, o programa cultural “2012, Ano do Fado” integra um conjunto de iniciativas, regressando aos palcos em maio com mais uma grandiosa noite de fado, dedicada às novas vozes do fado algarvio, em junho, no dia 1, a fadista Carminho junta-se às celebrações do Dia do Município e em outubro o Cine-Teatro São Brás acolhe o último espetáculo de fado deste Ano do Fado.

Comentários

pub
pub