51 famílias das zonas rurais de Vila do Bispo “ganham” luz elétrica

Cinquenta e uma famílias do concelho de Vila do Bispo vão passar a ter energia elétrica a partir do Natal […]

Cinquenta e uma famílias do concelho de Vila do Bispo vão passar a ter energia elétrica a partir do Natal do próximo ano, quando estiver concretizado o investimento de mais de meio milhão de euros feito pela Câmara local e pela EDP, no âmbito do Proder.

Adelino Soares, presidente da Câmara de Vila do Bispo, salientou, na apresentação do projeto, na sexta-feira, que este investimento, «infelizmente o único projeto de electrificação rural em curso no Algarve», vai beneficiar «para cima de 100 pessoas» e envolve as cinco freguesias do concelho.

O investimento resulta de um projeto que a Câmara candidatou recentemente ao programa comunitário Proder. Recebeu parecer favorável de todas as entidades, menos do Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB), que tem jurisdição sobre grande parte da área onde decorre o projeto, por se tratar do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

Ora o parecer do ICNB, segundo revelou José António Marmé, diretor da Rede de Clientes do Sul da EDP, foi «favorável, mas condicionado», o que «obrigou a que grande parte da rede seja subterrânea».

António Charrua, engenheiro da EDP, explicou que esta exigência do ICNB leva a que, dos sete novos quilómetros de linhas de média tensão que serão criados, um quilómetro e meio serão enterrados. Isso encareceu o investimento necessário, já que a linha enterrada custa «quatro vezes mais» que a linha aérea. Mas a sensibilidade ambiental e paisagística de algumas zonas assim obrigou.

Ao todo, serão então instalados sete quilómetros de linha de média tensão, dez postos transformadores e duas cabines baixas (também exigência do ICNB) e 16 quilómetros de linha de baixa tensão, para servir as 51 habitações que a Câmara Municipal de Vila do Bispo, num primeiro levantamento, identificou como necessitando de eletrificação rural.

No entanto, António Charrua revelou que «esta infraestrutura cria condições para servir mais habitações que estejam dentro do raio técnico e que possam vir a surgir no futuro».

O presidente da Câmara Adelino Soares acrescentou mesmo que «já há mais pedidos de eletrificação rural», pelo que até poderá surgir uma segunda fase deste projeto.

O autarca salientou ainda que esta eletrificação rural «também vai facilitar, no futuro, qualquer investimento que se venha a fazer» nas áreas que agora serão beneficiadas.

Para já, além de criar mais condições para as famílias que residem nas habitações que ficarão dotadas de energia elétrica, este investimento poderá ainda «cativar novos agricultores e novas famílias para as zonas rurais», salientou, por seu lado, José António Marmé.

Serão alvo de eletrificação rural os lugares de Capelas, Malhadal, Vale Galego, Ponte dos Lagos, Famaguda, Rio Ponto Capelas e Barradinha, na Freguesia de Barão de São Miguel. Para Budens está previsto eletrificar o Caminho das Furnas, Zimbral – Vale de Boi, Fontainhas e Monte Novo.

Na Freguesia da Raposeira serão eletrificados os lugares de A-da-Mestra e Gasga, e para a Freguesia de Sagres está previsto intervir na Botelha e Catalão. Quanto à Freguesia de Vila do Bispo serão eletrificados os núcleos da Quinta Passarinha, Monte das Passadeiras, Monte Cascalhar e Senhora do Amparo.

O projeto de electrificação rural do concelho de Vila do Bispo junta a Câmara local, que o promove e o candidatou ao Proder, um programa de apoio às zonas de baixa densidade, e a EDP, que fornece gratuitamente os projetos e o caderno de encargos. O Proder financia a intervenção em 75% e os restantes 25% cabem à autarquia.

Será agora a Câmara a organizar e lançar o concurso, enquanto decorre o processo de licenciamento. É que, depois dos pedidos de parecer prévio a inúmeras entidades, o projeto tem ainda de ser sujeito a licenciamento, nomeadamente pela Direção Regional de Economia do Algarve e pelo ICNB.

Se tudo correr como previsto, no Natal de 2012 as 51 famílias das zonas rurais do concelho de Vila do Bispo já disporão de energia elétrica fornecida pela rede da EDP.

Comentários

pub